Portaria da Ufba que proíbe alimentar animais nos campi causa polêmica

Portaria da Ufba que proíbe alimentar animais nos campi causa polêmica
Segundo a universidade, a medida visa a proteção de pessoas e animais (Foto: Divulgação / Ufba)

Uma portaria publicada pelo reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), João Carlos Salles, vem causando polêmica. Nela, a instituição proíbe a alimentação de animais nos campi. A medida é questionada por alguns estudantes, que se manifestaram nas redes sociais. O reitor, por sua vez, afirmou em nota que a portaria 001/2018 visa a proteção de pessoas e animais.

No documento, a instituição determina que os estudantes, técnicos administrativos, docentes e trabalhadores terceirizados “se abstenham de alimentar animais” nos campi.

Para o reitor, o ato é para evitar alguns riscos, como “à integridade física da comunidade Ufba”, “à saúde pública decorrentes de zoonoses da proliferação de animais sinantrópicos (ratos, baratas, etc)” e dos próprios “animais que circulam nos campi da Ufba em razão da intervenção humana”.

No Facebook, alguns internautas compartilharam a portaria e declararam que não estavam de acordo com a decisão.

Fonte: A Tarde

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.