Porteiro de hospital é denunciado por maus-tratos a filhote de cachorro em Araguaína, TO; vídeo

Porteiro de hospital é denunciado por maus-tratos a filhote de cachorro em Araguaína, TO; vídeo
Filhote e a policial civil Nilza Nascimento / Foto: Arquivo Pessoal

Um porteiro do Hospital Dom Orione foi denunciado à justiça pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO) por maus-tratos praticado contra um filhote de cachorro em Araguaína.

O crime ocorreu no dia 10 de outubro de 2020. Já a denúncia foi feita nesta segunda-feira, 5 de abril de 2021. O porteiro encontra-se em liberdade.

Conforme investigado pela Polícia Civil, o porteiro da unidade foi filmado por um pedestre agredindo um filhote de cachorro de aproximadamente 4 meses de vida.

Na ocasião, conforme imagens feitas por testemunhas e amplamente compartilhadas nas redes sociais, o homem utilizou um cassetete para praticar a agressão contra o animal.

As agressões foram presenciadas por pessoas que passavam pelo local, entre elas uma integrante da Associação Protetora dos Animais de Araguaína (APAA), que pegou o animal em seus braços e o levou para prestar cuidados médicos, tendo em vista que o cachorro estava gemendo de dor e latindo bastante.

Segundo a integrante da APAA, ao questionar o homem sobre o porquê das agressões, o porteiro respondeu que “se tivesse achando ruim, que levasse o cachorro para casa”.

O delegado-chefe da 26ª delegacia de Araguaína, Luís Gonzaga da Silva Neto, concluiu o inquérito policial e indiciou o indivíduo pela prática, em tese, do crime de maus-tratos contra animal. A pena do crime é de 02 a 05 anos de reclusão e multa.

O cachorrinho foi adotado pela policial civil Nilza Nascimento, integrante da equipe de investigação da 26ª delegacia. Ao ser resgatado, o filhote ficou aos cuidados da médica veterinária Aline Marinho Machado.

Veja o vídeo  

Momento da suposta agressão / Foto: Reprodução

Fonte: AF Notícias

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.