Portugal: Ativistas de Viana alertam para exploração de animais nos circos em frente à Câmara

Portugal: Ativistas de Viana alertam para exploração de animais nos circos em frente à Câmara

“Viana diz não aos circos com animais”. É este o lema dos ativistas dos direitos dos animais de Viana do Castelo que vão promover, na quinta-feira, em frente à Câmara Municipal, uma ação de sensibilização que “pretende denunciar” a exploração animal pelos circos.

A iniciativa, “pacífica”, marcada para quinta-feira, entre as 10:00 e as 12:30, está a ser divulgada através de uma página criada, na segunda-feira, nas redes sociais e surge na sequência da presença, na cidade, de um circo.

“Queremos mostrar à Câmara que a população de Viana do Castelo não está satisfeita com este tipo de espetáculo como já não estava quando ocorriam touradas na cidade”, explicou Ana Maciel, referindo ao facto de, em 2009, aquela autarquia se ter declarado antitouradas.

A RAM contactou o presidente da Câmara mas sem sucesso. Já a PSP referiu “não ter tido, até ao momento, qualquer informação” sobre aquela iniciativa.

Em fevereiro passado, aquele movimento cívico promoveu uma ação semelhante, na altura, no local onde se encontrava montado um outro circo.

“Em menos de dois meses a Câmara de Viana do Castelo aprova, mais uma vez, a realização de uma atividade circense com o uso de animais. Viana é Amor, não é Tortura nem Dor, e a linha de pensamento da população mantém-se. Uma vez antitourada, antitortura sempre”, lê-se no apelo lançado através do facebook.

A ação foi comunicada, na segunda-feira, “através de correio eletrónico endereçado à Câmara de Viana do Castelo que, hoje, confirmou a sua receção”.

Ana Maciel explicou que o local de realização da ação de sensibilização, em frente ao edifício da autarquia, “foi escolhido por ser mais central, permitindo alcançar mais pessoas e para chamar à atenção da Câmara para as suas incoerências”.

“Uma Câmara que se diz antitouradas tem que ser anticircos”, defendeu a porta-voz do movimento cívico.

Ana Maciel referiu que os ativistas que participarem na ação de sensibilização “estarão em silêncio, empunhando cartazes com frases sobre a exploração animal, em geral, e pelos circos, em particular”.

“Pelos animais cada vez somos mais e cabe a todos nós lutar por quem não tem voz”, lê-se no apelo à mobilização dos ativistas.

Por Andrea Cruz 

Fonte: Rádio Alto Minho / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.