Portugal peticao troca animais coisas2 H

Portugal: Cães trocados por armas em sites de classificados

Associações contra anúncios de troca de animais por objetos.

Por Cátia Carmo e Daniela Vilar Santos

Portugal peticao troca animais coisas2

Já imaginou trocar o seu animal de estimação por uma caixa de ferramentas? E por uma televisão? Apesar de insólito, há quem o faça nos sites de classificados portugueses, onde animais são trocados por objetos. Apesar das denúncias, ainda não existe legislação para este tipo de matéria. Cães, gatos, cavalos e até cobras são utilizados como moeda de troca na Internet.

O alerta partiu de duas associações protetoras dos animais e, na sequência disso, o Correio da Manhã encontrou este tipo de anúncios em sites como o OLX e o Custo Justo (veja os exemplos na fotogaleria). Confrontada com a situação, a GNR esclareceu que, apesar de bizarras, este tipo de vendas não são ilegais.

“Apesar de todos os esforços que a GNR tem feito para que as leis de maus-tratos a animais seja cumprida, o animal continua a ser um objeto, ou seja, é um bem transacionável. Se tiver uma criação de cães pode vendê-los, trocando por dinheiro, por mais descabido que pareça, não deixa de ser uma troca”, explicou fonte da GNR.

OLX descarta responsabilidades

Como este tipo de venda não é ilegal, o site de classificados OLX (onde os classificados só entram após aprovação) limitou-se a argumentar ao CM que apenas têm regras para restrição de trocas no caso de “animais cuja venda não esteja de acordo com a legislação portuguesa atualmente em vigor”, como é o caso de animais exóticos.

Portugal peticao troca animais coisas

Contra este tipo de trocas, e numa tentativa de que a lei seja alterada de modo a que os animais passem a ser considerados “seres sencientes, merecedores de uma vida digna”, as associações Garra e Amover criaram uma petição “contra a divulgação de anúncios de classificados sobre animais em páginas da Internet como o OLX”. Até ao momento da publicação desta notícia, a iniciativa já contava com mais de 4100 assinaturas.

Mafalda Campos, presidente do Movimento Movido a 4 Patas, é uma das responsáveis por esta petição e sublinhou que “estes casos devem ser denunciados por uma questão de responsabilidade cívica. Tratam-se de animais que sofrem como nós”. A presidente acrescentou que estas situações são “uma falta de respeito” e sublinha que não é aceitável “o uso abusivo de animais sem qualquer punição”.

Classificados do CM e Ocasião não permitem

Ao contrário do que acontece no OLX, o site de classificados do Correio da Manhã “não aceita este tipo de conteúdos”, garante David Vitorino, responsável por esta plataforma no grupo Cofina. O mesmo acontece com o Ocasião online. Em resposta não assinada enviada por mail para a Redação do CM, o Ocasião escreve: “Tudo o que é publicado no nosso site, é revisto”.

Fonte: Correio da Manhã / mantida a grafia lusitana original

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.