Portugal: Coimbra isenta taxas de adoção a famílias de acolhimento de canídeos durante as cheias do Mondego

Portugal: Coimbra isenta taxas de adoção a famílias de acolhimento de canídeos durante as cheias do Mondego

Na manhã de ontem, por força da subida do caudal do Rio Mondego, a Câmara de Coimbra evacuou o Canil municipal, transportando mais de uma centena de animais para os armazéns do antigo regimento CICA 4, contíguos ao Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, com entrada junto à igreja de Nossa Senhora da Esperança, onde foi providenciada alimentação, luz, água e assistência médico-veterinária.

Durante o dia de ontem e de hoje, mais de seis dezenas de animais foram entregues a famílias de acolhimento que se disponibilizaram para acolher os canídeos neste período crítico. A estas pessoas e a todos os voluntários, a autarquia agradece por se terem disponibilizado de imediato de forma bondosa e abnegada, contribuindo para ajudar a debelar os problemas decorrentes das cheias do Mondego.

A todas as famílias de acolhimento que queiram efetivar a adoção dos canídeos, até 7 de janeiro de 2020, a CM Coimbra irá isentar as taxas, relativas ao processo de esterilização e desparasitação; identificação eletrónica e vacinação antirrábica, no valor de 30,75€ (IVA incluído), de acordo com as tarifas em vigor.

Fonte: Notícias de Coimbra / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.