Portugal: DGAV oferece 200 vacinas contra a raiva ao canil de Santarém

A Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) ofereceu à Câmara de Santarém 200 vacinas antirrábicas (contra a raiva) para aplicar em animais que forem adotados ou para aqueles que forem entregues no canil municipal e na ASPA – Associação Scalabitana de Protecção dos Animais.

A informação foi dada pela vereadora Inês Barroso, que tem o pelouro do canil e gatil municipais, durante a sessão de esclarecimento “Animais e Donos: Direitos e Deveres”, que decorreu no no centro comercial W Shopping e que teve como oradores, Sónia Lobato, jurista da União de Freguesias da Cidade de Santarém, Nuno Ferreira, subcomissário da PSP – Polícia de Segurança Pública, e Francisco Marçal Grilo, veterinário municipal.

A jurista Sónia Lobato apelou à responsabilidade das pessoas que tenham ou queiram adotar um animal sobre três premissas: vacinação, registo e licenciamento. Para tal, basta dirigirem-se à junta de freguesia da sua área de residência. O veterinário municipal reforçou a necessidade de vacinação, colocação de chip e desparasitação dos animais.

Já o subcomissário Nuno Ferreira sublinhou que é considerado crime o abandono e maus tratos a animais e deixou o apelo à denúncia por parte da população, no caso de suspeitas de que um animal é sujeito a maus tratos.

Mantida a grafia lusitana original.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.