Portugal: Envenenamento de cães indigna moradores da Rua Nova da Estação em Braga

Portugal: Envenenamento de cães indigna moradores da Rua Nova da Estação em Braga

Por Miguel Viana

Um grupo de moradores da Rua Nova da Estação mostrou-se, esta semana, indignado com a morte de cães por envenenamento num jardim situado em frente aos prédios.

A indignação tornou-se mais visível esta terça-feira à noite, com a colocação de uma fita a vedar o local e de vários letreiros manifestando o descontentamento pela morte dos cães. ‘Zona Envenenada’ e ‘Quem mata um animal não merece viver em paz’ são alguns dos dizeres que constam dos letreiros colocados no jardim.

A situação (de envenenamento de cães) “já se regista há meses”, adiantou ao ‘Correio do Minho’ (CM) um morador que não quis ser identificado. A revolta dos moradores foi despoletada pela descoberta na terça-feira à tarde, por parte de outro residente na rua, de “um bocado de carne de porco e frango que deviam estar com veneno. Dizem que tem remédio de caracol”, disse o mesmo residente ao ‘CM’, e que era tutor de dois cães da raça labrador que foram envenenados na noite de domingo passado.

Portugal Braga envenenamento caes2

“Os meus internei-os domingo de madrugada. Começaram aos vómitos. Dei-lhes água oxigenada e vomitaram tudo. Estiveram internados até ontem (segunda-feira) à meia-noite e acabaram por morrer”, disse o morador, adiantando que no domingo à noite os seus cães passaram pelo jardim que dizem estar envenenado.

Familiares do morador adiantaram ao CM que ‘há três anos mataram um outro cão e estes dias a cadela de um vizinho foi internada porque lambeu alguma coisa naquele jardim”.

Os moradores desconfiam que seja alguém da zona a colocar o veneno, mas recusaram-se a adiantar nomes por não terem provas. A justificação que encontram é que “terá sido por não gostar de ver as fezes dos animais. As dos meus apanhei-as sempre. Tudo leva a crer que tenha sido de propósito”, disse revoltado o tutor dos animais mortos.

Portugal Braga envenenamento caes3

Os moradores prometeram apresentar queixa junto da Polícia de Segurança Pública e da delegação de Saúde por temerem tratar-se de um perigo para a saúde pública.

“Há crianças que costumam estar aqui a brincar e a jogar à bola. Basta alguma delas pôr a mão na relva e levar a mão à boca e podemos ter aqui um caso sério de saúde pública”, alertou o morador, adiantando ter sido esse também um dos motivos para colocarem a fita e os letreiros.

“Os meus infelizmente morreram, mas não quero que aconteça o mesmo a mais ninguém”, adiantou o morador.

Ontem mesmo outro dos moradores deu a conhecer ao ‘CM’ a morte do seu animal de estimação, também por envenenamento. O caso foi denunciado à PSP que se deslocou ontem ao local e terá recolhido alguns elementos de prova que ainda se encontravam no jardim.

Fonte: Correio do Minho

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.