Portugal: GNR investiga mortes de animais com veneno

Portugal: GNR investiga mortes de animais com veneno

Cadáveres foram encontrados junto ao mercado semanal da fruta.

Por Ana Palma

Primeiro apareceram quatro gatos mortos. Seguiu-se uma cachorrinha e, dias depois, três gatos. As mortes dos animais, ocorridas em Quarteira na semana passada e que se suspeita tenham sido causadas por envenenamento da comida ou da água, estão a ser investigadas pelo Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Segundo o CM apurou, os animais apareceram mortos no terreno onde se realiza o mercado semanal da fruta, na cidade de Quarteira. Trata-se de um local onde alguns populares costumam alimentar as colónias de gatos e cães vadios existentes na localidade. Há por isso suspeitas de que as mortes tenham resultado de envenenamento da alimentação que é fornecida aos diversos animais que ali permanecem. A cachorrinha que morreu tinha, contudo, dono.

As mortes suscitaram a indignação dos populares que alimentam e tratam os animais errantes de Quarteira. O assunto já foi levado inclusive à reunião do executivo da Câmara Municipal de Loulé, cujo presidente, Vítor Aleixo, se mostrou sensível ao problema – e garantiu que serão tomadas medidas no sentido de minorar o impacto dos animais errantes nos centros urbanos daquele concelho.

O Correio da Manhã sabe ainda que Vítor Aleixo tenciona constituir-se assistente no inquérito que decorre relativamente às mortes dos oito animais. Entretanto, foram feitas obras no Canil Municipal, que deverão ser inauguradas em breve.

Fonte: Correio da Manhã / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.