Portugal: IRA resgata cães esqueléticos em Alcabideche. Isis internada com um tumor e anemia

Portugal: IRA resgata cães esqueléticos em Alcabideche. Isis internada com um tumor e anemia
Sem água, comida ou abrigo.

Em Portugal, há ainda um longo caminho a percorrer no que diz respeito ao tratamento digno dos animais. Nas redes sociais surgem diariamente novos casos de maus-tratos e desrespeito pela vida de cães, gatos e outras espécies. Muitos têm a sorte de ser resgatados e sobreviver, à conta das denúncias que são feitas. Foi o que aconteceu com dois Pastor Alemão em Alcabideche, no concelho de Cascais.

No passado sábado, 28 de janeiro, o grupo Intervenção e Resgate Animal (IRA) dava conta de que tinha recebido na véspera uma denúncia sobre uma cadela esquelética, com um tumor ulcerado na zona abdominal. Os elementos da organização de defesa animal que ali se deslocaram depararam-se com um local repleto de fezes, sem qualquer comida ou água à disposição, nem sequer abrigo contra o frio, “enquadrando uma possível situação de abandono”.

Mas a situação era ainda pior. Não se tratava apenas daquela cadela. Havia outro cão da mesma raça, igualmente subnutrido e com problemas de mobilidade. A 30 de janeiro, numa nova publicação sobre este caso, o IRA diz ter resgatado ambos os cães – “a menina Isis e o menino Pablo” –, na presença da patrulha do Subdestacamento Territorial da GNR de Alcabideche.

IRA socorreu animais doentes e traumatizados

“Chamámos a GNR de Alcabideche, dado que se tratava de uma situação passível de configurar crime. A cadela tem um tumor enorme ulcerado, que escorre pus, o cão tem pânico de alguém que lhe levante a voz ou se aproxime com algo na mão. Os animais foram imediatamente cedidos pela detentora, que mostrou total frieza e desinteresse no bem-estar dos animais”, explicaram na descrição do vídeo.

Assim que foram resgatados, os dois animais receberam cuidados veterinários e Isis permanece no hospital. “A Isis está internada desde sexta-feira, a receber transfusões de sangue devido à severidade da sua anemia. Só depois de estabilizar poderá ser operada ao tumor, que não tem metástases”. Uma boa notícia, apesar de tudo.

Já Pablo “é um cão extremamente meigo com pessoas e chora todos os dias a ausência da Isis”, conta o IRA, dizendo que esta terça-feira o levarão ao hospital veterinário para ver a sua irmã, de modo a que se acalme um pouco.

Num outro vídeo entretanto publicado, o IRA revela que os dois militares da GNR que estiveram presentes no resgate “demonstraram grande interesse no bem-estar dos animais” e que agiram em conformidade, sendo agora o caso remetido para o Ministério Público.

“A menina Isis, também conhecida por Isis Von Haus Scalabis, apresenta uma condição corporal de magreza extrema, com análises deploráveis e um estado emocional de arrepiar”, diz o IRA. “A única boa notícia para esta menina é que não foram detetadas metástases nos pulmões”, reitera o grupo, que espera agora pela sua evolução clínica para dar mais notícias.

Por Alexandra Ferreira

Fonte: Pets in Town / mantida a grafia lusitana original