Portugal: PAN acusa PSD de promover “circo de rua”

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) acusou hoje o PSD de Lisboa de promover um “circo de rua” com a corrida entre um burro e um Ferrari, que ocorre na sexta-feira na capital, visando alertar para a falta de mobilidade na cidade.

Numa publicação feita na rede social ‘Facebook’, o PAN sustenta que “o circo de rua organizado e anunciado pelo PSD vem uma vez mais demonstrar que existe um claro desencontro entre a evolução ética e civilizacional e as práticas partidárias em Portugal, facto que obviamente se reflete na falta de visão política quanto à proteção dos direitos dos animais”.

“Se o problema é a mobilidade, temos uma solução a propor à organização do dito evento: vão antes de bicicleta”, sugere o partido, sustentando que “pensar a mobilidade é refletir sobre a criação de infraestruturas adequadas, a requalificação dos espaços públicos, a criação de espaços de lazer para todos e a idealização de modelos de transporte em que as energias limpas e renováveis sejam de facto o seu motor de desenvolvimento”.

A reação do PAN surge um dia depois de o PSD de Lisboa ter anunciado que iria recriar a corrida entre um burro e um Ferrari que o atual primeiro-ministro e ex-presidente da Câmara da capital, António Costa, organizou em 1993 numa campanha para as eleições autárquicas.

“Hoje, quando, mais do que nunca, os lisboetas veem ser diariamente posta à prova a sua mobilidade, senão mesmo a sua capacidade para saltarem obstáculos, o PSD Lisboa entende que é chegado o momento de regressar às origens e homenagear o “costismo” e os seus seguidores com a Segunda Corrida entre um burro e um Ferrari”, anunciou o partido.

Por seu lado, o PAN rejeita “veementemente a utilização de animais nestas ações de campanha”.

“Quanto ao Ferrari, Lisboa agradecerá a densa nuvem de carbono emitida pelo automóvel”, conclui o partido, na nota hoje divulgada.

A partida desta corrida está marcada para as 08:45 de sexta-feira na Rua Professor António Flores, junto à Faculdade de Direito de Lisboa, na Cidade Universitária, e terá chegada na Praça Duque de Saldanha, com “meta instalada” junto ao edifício do Monumental.

Este foi o caminho escolhido, por passar no eixo central da cidade, onde, até ao início do próximo ano, decorrem obras de requalificação das avenidas da República e Fontes Pereira de Melo.

Segundo o PSD, esta empreitada, juntamente com outras que decorrem na cidade, tem “reflexos diretos no trânsito, que nunca esteve tão mal”.

A primeira corrida entre um burro e um Ferrari decorreu em 1993 na Calçada de Carriche e foi organizada por António Costa no âmbito da sua candidatura à Câmara Municipal de Loures.

De acordo com a aplicação ‘mapas’, do motor de busca Google, uma viagem de carro entre a Rua Professor António Flores e a Praça Duque de Saldanha, com cerca de três quilómetros, demora cerca de onze minutos a ser feita. A mesma distância demora cerca de 35 minutos a ser percorrida a pé.

A aplicação não permite saber quanto tempo demora a ser feita de burro.

Mantida a grafia lusitana original.