Portugal: PAN discute com Universidade de Coimbra o fim da garraiada na Queima

Por António Henriques

O partido Pessoas-Animais-Natureza, acaba de abrir um diálogo “positivo e construtivo” com o Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra acerca das atividades académicas relacionadas com a garraiada, que se realiza durante a Queima das Fitas desta Academia.

“Enquanto cidade representante de uma sociedade cosmopolita, Coimbra sempre se colocou na vanguarda das grandes transformações socioculturais e avanços civilizacionais vividos em Portugal. O partido considera que a cidade e a academia, à semelhança da iniciativa da sua congénere do Porto, podem também posicionar-se na linha da frente no que diz respeito ao bem-estar e à proteção animal”, destaca o PAN.

Para o partido que defende os animais, as práticas da Garraiada Académica “não se enquadram neste quadro de pensamento e de atuação e são já várias as posições a favor da não existência de ações de violência gratuita para com os animais associadas a eventos académicos”.

É relevante notar que, como tem vindo a público, a Academia do Porto se prepara para abolir uma prática idêntica nos festejos da Queima das Fitas do Porto.

De referir ainda que “esta prática tem elevados custos que nunca são cobertos em termos de receita”.

“Estes fundos poderão ser melhor capitalizados em eventos alternativos e sem violência”, defende o PAN.

Dos contactos realizados “existe abertura e vontade, por parte do Conselho de Veteranos, para alterar estas práticas, apesar de ainda não ser para este ano, por já existirem bilhetes vendidos para as festividades”.

O PAN acredita que este será “um primeiro passo para o acompanhamento de uma mudança civilizacional que muitos portugueses têm vindo a pedir”.

Fonte: PT Jornal / mantida a grafia lusitana original 

Nota do Olhar Animal: A garraiada é um tipo de corrida de touros (garraios) e a “queima de fitas” é uma semana acadêmica em que ocorrem vários eventos. Mais uma tradição vai sendo banida, como devem ser todas as tradições que causam danos a terceiros. No caso, causam danos torturantes aos animais. Que seja o começo da construção de uma tradição de respeito aos animais que, esta sim, seja perene.  

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.