Portugal: Póvoa de Varzim quer proibir circos com animais selvagens na cidade

Portugal: Póvoa de Varzim quer proibir circos com animais selvagens na cidade

A Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim aprovou uma recomendação para que a Câmara Municipal local deixe de emitir licenças para espetáculos de circo com animais selvagens, disse hoje fonte autárquica.

A iniciativa partiu da bancada do PS, o maior partido da oposição na Póvoa de Varzim, e foi aprovada, na sessão de quinta-feira à noite, com 15 votos a favor e 12 contra, num sufrágio onde não houve disciplina de voto partidária.

A recomendação, que agora será analisada pelo executivo municipal, onde o PSD tem a maioria, aponta para que a autarquia “promova a alteração aos seus regulamentos de modo a que não se emitam mais licenças para circos com animais selvagens”.

O presidente da edilidade poveira, Aires Pereira, confessou que concorda com a recomendação, mostrando-se inclinado a promover esta alteração no regulamento e não acolher na cidade circos que tragam animais selvagens.

“O processo será agora entregue à Câmara e compete ao executivo tomar uma decisão. Pessoalmente concordo com a recomendação, até porque é uma tendência de mudança de comportamento que estamos a assistir um pouco por todo o país”, partilhou o presidente da autarquia.

João Trocado da Costa, líder da bancada do PS, considerou que a aprovação desta recomendação representa “mais um passo no avanço civilizacional”.

“Já vários municípios do país tem tido essa preocupação com animais selvagens de circo, que muitas vezes não vivem com condições condignas e são sujeitos a métodos de treinos não compatíveis com o avanço civilizacional”, vincou.

Quanto às espécies em causa, o PS baseou-se numa legislação já existente desde 2009 que determina o conceito de animais selvagens, dando como exemplo espectáculos com leões, macacos ou cobras, e lembrando que outros municípios como Évora, Funchal e Matosinhos já tomaram decisões semelhantes.

Recorde-se que, já este ano, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim decidiu deixar de ceder gratuitamente a sua Praça de Touros para realização de espetáculos tauromáquicos.

Fonte: Notícias ao Minuto / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.