PR: ONG Força Animal tem perfil no Instagram clonado e trabalho incrível é prejudicado

PR: ONG Força Animal tem perfil no Instagram clonado e trabalho incrível é prejudicado

Não bastassem as situações dramáticas de resgates rotineiros, a ONG de proteção “Força Animal”, de Colombo, PR, vem enfrentando um novo problema que está tirando o sono das fundadoras e colocando em risco um trabalho realizado desde 2014 com a recuperação de centenas de animais abandonados e vítimas de maus-tratos. No dia 15 de julho a conta do Instagram da organização foi hackeada e o perfil que acumulava aproximadamente 20 mil seguidores foi roubado e deletado.

De acordo com Danielly Savi, uma das fundadoras do grupo, tudo aconteceu depois que eles receberam o contato de um perfil falso, se passando pelo Instagram, onde o hacker solicitava uma confirmação de autenticidade para garantir um selo de verificação. Logo depois de informarem alguns dados, a conta foi roubada e o perfil deletado. Na hora que notaram algumas mensagens estranhas chegando na caixa postal, elas ainda tentaram trocar as senhas de e-mail e do perfil rapidamente, mas já era tarde. “Isso é bem grave. Grande parte da ajuda que recebíamos vinha dos nossos seguidores de lá”, diz Savi.

As fundadoras solicitaram a ajuda do Instagram pelos canais disponibilizados na própria plataforma, mas as respostas são automáticas e informam que é preciso aguardar um prazo de 14 dias para que a reclamação seja avaliada, sem a certeza de que a conta será reativada. “Até ter uma resposta vão se passar muitos dias. Nós temos animais para serem tratados. Animais que precisam de comida. Nossa ração está acabando. Sem a ajuda do Instagram não tem mais ONG. Estamos desesperados. Passando por um pesadelo”, lamenta.

Enquanto a conta não é reativada, eles estão disponibilizando o perfil da fundadora @daniellysavi – https://www.instagram.com/daniellysavi/ – para conseguir uma nova rede de seguidores e assim manter o funcionamento do grupo. “É muito importante para nossos animais. Qualquer real é bem vindo para ajudar nossos resgatados”, diz a organização.

Sebastião. Foto: Arquivo Pessoal

A reportagem entrou em contato com a assessoria do Instagram no Brasil em busca de respostas e dicas de proteção para que novos usuários não sejam vítimas de golpes semelhantes. Segundo comunicado oficial, a equipe de investigação da plataforma está avaliando o caso da ONG Força Animal e ainda não tem uma definição se a conta poderá ser reativada ou não.

Resgates emblemáticos

Dentre os mais de 300 animais resgatados e acolhidos pela ONG Força Animal, desde cães, gatos, cavalos, porcos, cabras, galinhas e patos, está o vira-latas Sebastião, um cãozinho de rua idoso que vou violentamente agredido ao “roubar” um pedaço de carne de um grupo de pessoas durante um churrasco em 2015. Depois de ser espancado e ter a mandíbula destruída, ele passou meses em recuperação e hoje vive feliz na sede da organização, onde é paparicado e brinca solto com outros animais ao longo dos dias. Atualmente “Tião” é o mascote do grupo e acompanha as fundadoras nas palestras educativas realizadas em escolas e empresas.

Se você quiser ajudar a ONG Força Animal de alguma forma, basta seguir o grupo nos outros canais disponíveis:

– Associação Beneficente Grupo Força Animal – CNPJ: 29.682.985/0001-64

– ITAÚ – Agência 0273 / Conta corrente 35559-4.

– Paypal: www.paypal.com e-mail para doação [email protected]
– PicPay: estamos no app como @associacaogfa
– Pagseguro: clique no link: https://pag.ae/bkrNH78
– Apoia – se: clique no link: apoia.se/associacaogfa
– Padrim: clique no link: https://www.padrim.com.br/associacaogfa

– Facebook: https://www.facebook.com/grupoforcaanimal/

Confira abaixo algumas dicas de segurança para a sua conta no Instagram:

– Não clique em links ou e-mails que pareçam suspeitos.

– A plataforma também disponibiliza a visualização de e-mails enviados oficialmente pelo Instagram no próprio aplicativo, para os usuários saberem que receberam uma mensagem autêntica. Para conferir se o Instagram tentou entrar em contato com você, acesse as Configurações, Segurança e E-mails do Instagram. Aconselhamos as pessoas a não clicarem em links de e-mails que afirmam ser do Instagram, se não for possível confirmar que o Instagram realmente os enviou. 

– Jamais informe sua senha a pessoas desconhecidas ou que não sejam de sua inteira confiança.

– Ative a autenticação de dois fatores para obter segurança extra para a conta.

– Certifique-se de que sua conta de email esteja segura. Qualquer pessoa que tenha acesso aos seus e-mails, possivelmente, também terá acesso à sua conta do Instagram. Altere as senhas de todas as suas contas de email e certifique-se de que elas são diferentes.

– Pense bem antes de autorizar aplicativos de terceiros.

– Saia da sua conta no Instagram ao usar um computador ou celular que compartilhar com outras pessoas. Não marque a caixa “Mantenha-me conectado” ao efetuar login em um computador público, pois isso o manterá conectado mesmo depois de fechar a janela do navegador.

– Escolha uma senha forte. Use uma combinação de, no mínimo, seis números, letras e pontuações (como ! e -). Ela também deve ser diferente das senhas usadas por você em outros locais da Internet.

– Altere a sua senha com frequência, especialmente se você receber uma mensagem do Instagram pedindo para alterá-la. Durante verificações de segurança automáticas, às vezes, o Instagram recupera informações de login que foram roubadas de outros sites. Se o Instagram detectar que a sua senha pode ter sido roubada, alterar a sua senha no Instagram e em outros sites ajuda você a manter a sua conta segura e a impedir que ela seja invadida no futuro.

Por Jean Pecharki 

Fonte: Tribuna PR

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.