PR: Projeto Social viabiliza castração de animais em Apucarana, PR

Projeto conquistou esterilizações junto ao hospital veterinário da UEL.

Mais 25 cachorras do Canil Municipal de Apucarana serão castradas neste domingo (30/08). A ação foi viabilizada pelo projeto social “Amigos do Bicho”, que com a bandeira “Castração ainda é a melhor solução contra o abandono”, vem conquistando diversas parcerias no sentido de promover a esterilização de cães e gatos em estado de abandono ou que estão abrigados junto ao canil. Com a contribuição voluntária de pessoas, instituições públicas e empresas “amigas do bicho”, a iniciativa tem à frente a apucaranense Jaqueline Negreti.

O projeto conquistou as esterilizações junto ao hospital veterinário da Universidade Estadual de Londrina (UEL), que vai cobrar apenas uma taxa simbólica pelos procedimentos. “Assim que estiverem reestabelecidas da cirurgia, as fêmeas estarão aptas à adoção”, informa o biólogo Luan Rafael da Silva, coordenador do canil da Prefeitura de Apucarana. Com este mutirão, chegam a 130 as castrações viabilizadas pelo projeto somente neste ano junto à população sob a tutela do canil. O trabalho que o “Amigos do Bicho” realiza vem crescendo ano a ano. Em 2013 foram 70 esterilizações, em 2014 foram cem e, neste ano, a meta é 150 castrações.

No tocante aos procedimentos junto aos animais do canil, o projeto social viabiliza as parcerias e as custas, e a prefeitura contribui com a logística e funcionários para transporte e acompanhamento dos animais que passam pelo procedimento. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o Brasil tem hoje uma população de 37 milhões de cães e 21 milhões de gatos. Além do controle populacional de cães e gatos, a castração apresenta inúmeras vantagens para a saúde do animal. O canal de contato com o projeto social “Amigos do Bicho”, por meio da rede social, é o https://www.facebook.com/amigosdobicho.

Fonte: TN Online

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.