Ato de transição aconteceu no domingo - Crédito: Giovana Pereira/EspecialFS

Prefeitura de Bagé (RS) assume oficialmente as atividades de proteção animal na cidade

Neste domingo, aconteceu o ato de transição que marcou o fim do convênio entre a prefeitura e o Núcleo Bageense de Proteção Animal (NBPA). Ontem, a Secretaria de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência assumiu as atividades de proteção animal, dentro do projeto “Cuidar”, por meio da Coordenadoria do Bem-Estar Animal (CBEA).

De acordo com informações da coordenadoria de comunicação, o governo deve aplicar aproximadamente R$ 500 mil por ano para a compra de ração, medicação, material de enfermagem e pagamento de funcionários. O local, que passa a se chamar “Unidade de Cuidado e Atenção ao Animal”, abriga, atualmente, 143 animais. Conforme a coordenadora, Guiomar Colares, serão oferecidos serviços como castrações, atendimento quimioterápico, tratamento de sarna, limpeza de bicheira, suturas, soroterapia, atendimentos clínicos, amputações (quando necessário), eutanásia e outros procedimentos, como enucleação e caudectomia, conforme a necessidade.

Ela informa que será realizado o mapeamento dos animais com implantação de microchip para identificação. “Desta forma, estaremos garantindo o controle populacional”, disse.

Os atendimentos na Unidade de Cuidado e Atenção ao Animal acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. Após esse horário, o plantão atenderá exclusivamente casos de atropelamento, envenenamento e ofídicos, até a meia-noite, pelo telefone celular 9 9713 3705.

Fonte: Jornal Folha do Sul

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.