Prefeitura de Foz do Iguaçu (PR) adquire castramóvel e busca convênio com faculdade

Prefeitura de Foz do Iguaçu (PR) adquire castramóvel e busca convênio com faculdade
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Foz do Iguaçu recebeu na última sexta-feira (4) o veículo “castramóvel”, equipado para a realização de procedimentos cirúrgicos de esterilização de cães e gatos. A aquisição do equipamento atende a uma antiga reivindicação da comunidade iguaçuense e vai possibilitar a ampliação do programa de castração, hoje realizado através de credenciamento de clínicas veterinárias.

O programa deverá ser desenvolvido em parceria com uma faculdade, que possui cursos de medicina veterinária e biomedicina, e assim poderá dar o suporte necessário em todas as fases do processo (pré, trans e pós-operatório). A expectativa é que as castrações iniciem no segundo trimestre de 2021, após o firmamento do convênio e a aquisição dos insumos necessários.

Conforme previsto na Lei Complementar nº 196/2012, a prioridade nas castrações são para animais provenientes da população de baixa renda e de protetores de animais.

Políticas Públicas Ambientais

Desde 2018 o governo municipal vem executando castrações em cães e gatos, através do credenciamento de clínicas veterinárias. Neste ano, duas clínicas foram credenciadas e realizaram quase 2 mil castrações. Além disso, o município também fornece ração a mais de 60 protetores de animais e ONGs devidamente reconhecidas pelo Conselho Municipal de Defesa e Proteção Animal e cadastrados no programa desenvolvido pela Secretaria Municipal da Agricultura. Até o final de 2020 serão entregues mais de 47 toneladas de ração.

Controle de Zoonoses

Apesar do objetivo do castramóvel ser voltado ao controle populacional de cães e gatos, dentro da política ambiental do município, o Centro de Controle de Zoonoses deverá participar como parceiro em situações específicas, para contenção da expansão de determinadas zoonoses que ocorrem na cidade de Foz do Iguaçu (como a Leishmaniose Visceral Canina e a Esporotricose). 

(Foto: Divulgação)

Fonte: Portal da Cidade Foz do Iguaçu (Assessoria)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.