Prefeitura de Pindamonhangaba (SP) inova com castração e microchipagem de cães e gatos

Prefeitura de Pindamonhangaba (SP) inova com castração e microchipagem de cães e gatos

A castração de cães e gatos é uma ação muito importante e necessária para o município. A Prefeitura de Pindamonhangaba realizou o castramóvel em 2018 e 2019 e agora, em 2020, retorna com as castrações após licitação, com uma inovação: a microchipagem. Desta vez, o formato da ação também será diferente.

O primeiro bairro a ser atendido com 100 castrações e microchipagem será o Goiabal. As inscrições serão realizadas dia 3 de dezembro, pela equipe do Cepatas no centro comunitário do bairro (Avenida dos Cedros), das 8h às 12h e das 13h30 às 16h. Para se inscrever o interessado deve apresentar: CPF, comprovante de endereço e cartão do Cadastro Único, pois será dada prioridade para famílias de baixa renda. Serão atendidos 2 animais por residência.

No dia 4, as vagas remanescentes serão abertas também somente para moradores do Goiabal pelo protocolo da Prefeitura, por meio do 1DOC (Atendimento Eletrônico) no site da Prefeitura www.pindamonhangaba.sp.gov.br.

No momento da inscrição, o tutor do animal receberá o dia, horário e cuidados pré-cirúrgicos. No dia da cirurgia, a clínica vencedora da licitação vai até o bairro buscar os animais para o procedimento, no mesmo ponto de encontro onde foi realizada a inscrição – no caso do Goiabal, no centro comunitário – e ao final de todos os procedimentos do dia, leva os animais de volta, no mesmo ponto de encontro, para seus tutores.

De acordo com informações da veterinária do Cepatas, Fernanda Mussi, a castração e microchipagem de mil cães e gatos será feita durante o próximo ano todo, sendo um bairro ou região atendidos por mês. A prioridade será para fêmeas.

“Todos os animais castrados pelo programa da Prefeitura serão microchipados. Isso significa que os animais serão monitorados através de uma plataforma doada para a Prefeitura pela My Track Pet. É como se fosse o ‘gps dos cachorros’, em que o microchip está atrelado ao CPF do tutor. Assim, com o microchip, a Prefeitura tem condições de monitorar esse animal: se ele se perder, teremos mais chances de localizá-lo ou, se por alguma razão esse animal sofreu maus tratos ou foi abandonado, nós também vamos localizar o tutor responsável”, explicou a veterinária.

Ela explica que essa ação faz parte da reformulação do Abrigo de Animais, que agora é o Cepatas – Centro de Proteção e Tratamento de Animais – sendo a castração, a microchipagem, a Defesa Animal contra maus tratos, totalmente inseridas neste novo contexto.

“Agora, os animais contam com uma área muito mais adequada, com solário, protegidos do tempo, com medicação adequada e ficam preparados para serem adotados, sendo todos castrados e vermifugados, e nós ainda vistoriamos o local que receberá o animal e damos todas as orientações para que não haja maus tratos”, afirmou Fernanda Mussi.

Fonte: Agora Vale 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.