Prefeitura instala placas alertando sobre a presença de jacarés no Monjolo, em Foz do Iguaçu, PR

Prefeitura instala placas alertando sobre a presença de jacarés no Monjolo, em Foz do Iguaçu, PR

Para garantir a segurança e o bem estar da população, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) instalou essa semana placas informativas em três lagos urbanos da cidade: Parque Monjolo, no Jardim Central; Parque Remador, no Porto Meira, e no Jardim São Luiz, onde foi construída um lagoa de contenção para a água da chuva.

Estas placas têm objetivo de orientar a população sobre a necessidade de conservação do local e especialmente sobre os perigos de uso para recreação.“Com o aumento da temperatura na nossa cidade, algumas pessoas estão usando os lagos para fins recreativos, para se refrescar, contudo estes lagos oferecem perigo pois não foram projetados para atender essa atividade”, alertou a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira.

As placas de sinalização alertam para os perigos, informam que a água é imprópria para banho e consumo, e também orientam os moradores a conservar o local, não jogando lixo ou objetos no espaço. Telefones do Corpo de Bombeiros, para casos de acidentes (193), e da Secretaria de Meio Ambiente (153), para denúncias de crimes ambientais também estão expostos no material informativo.

“A Equipe de Educação Ambiental da SMMA tem orientado as escolas e CMEIS das proximidades, no entanto é necessário contar com o apoio de todos, pois esses lagos podem oferecer grande risco”, completou Ângela.

Jacarés 

De acordo com a secretária, alguns lagos chegam atingir até 1,80m de profundidade, e outros, como no Parque Monjolo, animais silvestres fazem do espaço seu habitat natural. Segundo o Meio Ambiente, três jacarés já foram vistos nos últimos anos circulando pelo parque. Caso o morador aviste o animal, a orientação é manter distância e não perturbá-lo. Em caso de maus tratos, denúncias podem ser feitas pelo telefone da Força Verde: (45) 3527-2424.

Fonte: Portal da Cidade

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.