Prefeitura promove castração de animais em Sorocaba, SP

Prefeitura promove castração de animais em Sorocaba, SP

SP Sorocaba mutirao castracao

A Prefeitura de Sorocaba deu início na manhã desta terça-feira (25) a mais uma etapa de cirurgias do mutirão de castração de cães e gatos na zona leste da cidade. Dezenas de pessoas levaram seus bichos de estimação à sede do Grupo de Escoteiros Ipanema para serem castrados e receberem o microchip de identificação. Neste mês, a cirurgia será realizada até sexta-feira (28), período no qual serão castrados 708 animais, sendo 278 gatos e 430 cães.

A iniciativa municipal é realizada pelas Secretarias do Meio Ambiente (Sema) e da Saúde (SES) e visa reduzir a população de animais abandonados e intensificar a prevenção de zoonoses, além de promover melhor qualidade de vida aos animais domésticos. A previsão é atender 6.500 cães e gatos de pequeno, médio e grande porte, com pelo menos seis meses de vida, até o encerramento do contrato. Segundo dados estatísticos de 2013 do Instituto Pasteur, Sorocaba tem aproximadamente 85 mil cães e oito mil gatos.

As cirurgias são realizadas em um ônibus especialmente preparado para os serviços e a equipe profissional é composta por cinco médicos veterinários e nove profissionais, entre auxiliares e administrativos, que atuam com toda a estrutura necessária. Além do veículo, um contêiner também equipado abriga os animais por um breve período logo após a cirurgia, até que o dono do bicho possa levá-lo de volta para a casa.

O Grupo de Escoteiros Ipanema está localizado na rua Emília Volpi Decária, 10, no Jardim Gutierres.

Benefícios da castração

A castração, além de ser o método mais garantido para o controle populacional de animais domésticos, também diminui a probabilidade de doenças como tumores de mama e de próstata, além de doenças infectocontagiosas.A identificação por microchip permite a responsabilização e a possibilidade de devolução de animais perdidos ou abandonados, contribuindo para o bem-estar do próprio animal e da população.

Outro benefício é a diminuição do risco de transmissão de zoonoses e agravos de saúde do bicho. Além disso, o microchip vai possibilitar a formação de um banco de dados para futuramente nortear as políticas públicas ligadas ao bem-estar animal em Sorocaba. 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.