AP preguica apedrejada 01

Preguiça morta em reserva natural no Amapá pode ter sido apedrejada

‘Bentinha’ estava em uma árvore que estava sendo alvo de pedras. Animal morto era fêmea e poderia estar grávida, segundo reserva.

Por Fabiana Figueiredo

Uma preguiça batizada de “Bentinha”, que vivia na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Revecom, em Santana, a 17 quilômetros de Macapá, foi encontrada morta na manhã de segunda-feira (16). Ela teria sido apedrejada por um grupo de homens, segundo testemunha.

O gerente técnico da Revecom, Paulo Amorim, acredita que o animal estava grávida, porque ela encontrava-se em período de reprodução da espécie. Ele conta que soube da morte após ser avisado por um professor que trabalha em uma escola ao lado da reserva.

O professor Fernando Nobre, secretário da Escola Municipal Professora Iranilde de Araújo Ferreira, conta que viu vários homens jogando pedras insistentimente em uma árvore. Apesar de achar estranho, não buscou saber do que se tratava. No dia seguinte, alunos observaram o animal pendurado na mesma árvore.

AP preguica apedrejada 02“Na sexta-feira, nós vimos um grupo insistindo em jogar pedras numa árvore. Só que eu não sabia o que era, e acabei acionando o Paulo. Quando foi segunda-feira, os professores e alunos estavam reclamando que dava para ver pela janela que a preguiça estava pendurada, possivelmente morta. E eu avisei o Paulo”, contou Nobre.

A preguiça acabou caindo na área dentro da escola. O gerente técnico da reserva foi chamado para recolher o animal do local. Paulo Amorim disse que não registrou boletim de ocorrência sobre o caso, porque normalmente os responsáveis pelo crime ambiental não são encontrados.

“Eu documento o fato internamente e torno público o fato por mim mesmo, que até dá mais resultado do que chamar a polícia. As pessoas começam a valorizar a reserva, os animais. Acredito ser mais eficiente na conscientização”, declarou Amorim.

O animal da espécie Bradypus tridactylus vive popularmente na região amazônica. É uma preguiça de três dedos que mede cerca de 50 centímetro de comprimento. A pelagem é cinzenta, com uma grande mancha laranja e preta nas costas.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.