Primate Products: uma empresa nos EUA que produz macacos de laboratório e fabrica mentiras

Primate Products: uma empresa nos EUA que produz macacos de laboratório e fabrica mentiras

Por Donny Moss / Tradução de Marli Vaz de Lima

A Primate Products, empresa que está no centro do escândalo chamado ‘MonkeyGate’, no condado de Hendry, Flórida, tem mentido e enganado o público consistentemente desde que a mídia começou a informar sobre suas atividades, que os críticos descrevem como “ilegais”. A empresa, que cria macacos para experimentos e fabrica equipamentos para laboratórios de primatas, afirmou em uma recente carta ao Condado que tem consistentemente obedecido à lei, apesar da esmagadora evidência em contrário.

eua monkeys1

Enquanto o público espera para ver se e como o condado vai autuar a Primate Products por violar as leis de zoneamento, o TheirTurn (Movimento Pela Justiça Social dos Nossos Tempos) está enfatizando várias formas em que a empresa enganou o público:

As cirurgias – Em março, um denunciante informou que a Primate Products extraía fetos de macacas prenhes, a fim de colher e vender os seus órgãos. Quando confrontado com esta informação, o administrador do condado disse que esses procedimentos violam as leis de zoneamento, e ele enviou uma carta à empresa pedindo para divulgar todas as suas atividades. Na sua carta de resposta, a Primate Products não só afirma que os abortos são permitidos no zoneamento agrícola, mas também minimiza as cirurgias invasivas, referindo-se a elas como “coleta de tecido fetal.”

eua monkeys2

O denunciante também informou que a Primate Products atribuiu ilegalmente os abortos a técnicos veterinários, em vez de veterinários. Os técnicos veterinários não são formados nem treinados para realizar cirurgias. A empresa novamente negou as alegações, dizendo a um repórter do jornal News Press que o seu negócio é isento da lei.

A Expansão

Em um esforço para se apresentar como uma empresa ética, que prioriza os interesses dos macacos, a Primate Products afirmou na sua carta ao condado que age de acordo com os três “Rs” da pesquisa – redução, refinamento e recolocação. No entanto, o crescimento da procriação comercial da Primate Products depende exclusivamente do aumento do número de macacos utilizados nos laboratórios. Além disso, se a Primate Products está determinada a diminuir o número de macacos utilizados em pesquisas, não seria trabalhando para importar milhares de macacos adicionais para uma expansão em sua propriedade.

eua monkeys3

Os Macacos

Em sua carta ao condado de Hendry, a Primate Products escreveu que a empresa importou apenas macacos criados em cativeiro. Quando a Fundação dos Direitos dos Animais da Flórida (ARFF – Animal Rights Foundation of Florida) descobriu documentos do Departamento Americano de Agricultura (USDA) provando que a empresa importou macacos capturados selvagens, a Primate Products foi forçada a admitir a mentira.

Em uma entrevista recente ao News Press, o presidente da Primate Products, Jeff Rowell, justificou a captura de macacos dizendo que os animais estão a salvo de caçadores ilegais. No entanto, a caça ilegal é precisamente a maneira como a Primate Products adquiriu muitos de seus macacos primeiramente.

eua monkeys4

eua monkeys5

Os únicos macacos que estão potencialmente seguros na Flórida são aqueles que escaparam da Primate Products e de outras instalações de reprodução de macacos localizados no condado de Hendry, embora essas fugas representem um risco à saúde pública da população humana da Flórida e das redondezas de Everglades, onde macacos fugitivos podem se reproduzir, tornar-se uma espécie invasora e comprometer o ecossistema. A Primate Products diz que a última fuga de macacos ocorreu há três anos.

eua monkeys6

O inquilino – A Primate Products arrendou terras para a Bioculture, que também é uma empresa de criação de macacos, apesar de ter sido expulsa de Porto Rico porque seu criatório violou as leis de zoneamento. Pode a Primate Products ser realmente confiável se ela está arrendando terras para uma empresa com este tipo de história?

eua monkeys7

Talvez a Primate Products se senta segura em mentir e enganar o público, porque a empresa acredita que o condado irá protegê-la. Afinal, a empresa tem, de acordo com o noticiário WinkNews, feito “grandes contribuições” ao condado. Segundo os moradores, essas doações foram substanciais o suficiente para os oficiais do condado aprovarem uma enorme “expansão” da Primate Products sem informar o público, conforme exigido pela ‘Lei da Luz Solar da Flórida’. Mas agora que a história tornou-se um escândalo que as pessoas ao redor do mundo estão acompanhando, pode o Condado continuar a fechar os olhos para as atividades ilegais que têm sido realizadas dentro da empresa?

Na terça-feira, 28 de abril, o Conselho dos Comissários do condado de Hendry iria realizar uma reunião pública. O TheirTurn solicitou a todos que moram perto de Labelle, na Flórida, para comparecerem a fim se serem uma voz pelos macacos.

Fonte: Their Turn

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.