Professora que manteve cadela amarrada e sem comida por 1 semana ganha liberdade em MS

Professora que manteve cadela amarrada e sem comida por 1 semana ganha liberdade em MS
Verena estava sem comida há uma semana | Imagem: Divulgação

A professora de 55 anos presa após manter uma cadela amarrada e sem comida há pelo menos uma semana foi solta pela Justiça, após passar por audiência de custódia na manhã desta quinta-feira (01), em Campo Grande. O caso foi descoberto na tarde desta quarta-feira (30) após a polícia receber denúncias.

Policiais da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) foram ao local, uma residência na Vila Jacy, onde encontraram a cadela chamada Verena, de 9 meses, amarrada com um pote de água e outro pote com arroz podre.

O animal estava desnutrido sem um lugar para se abrigar das baixas temperaturas. Ainda na vila de casas, os policiais encontraram mais dois cachorros, Pingo e Toquinho. Pingo estava amarrado e Toquinho solto pelo quintal. Nenhum dos cães tinha alimentação ou lugar para se abrigar do frio e chuva.

A professora que chegou a residência disse que estava há pelo menos 7 dias na casa de sua filha porque a sua luz havia sido cortada por falta de pagamento, mas que todo dia voltava a casa para alimentar os cachorros, o que foi desmentido pelos vizinhos. Os cães foram resgatados e a mulher levada para a delegacia.

Por Dayene Paz

Fonte: Midiamax

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.