Programa de cooperação entre municípios instala passagens de fauna na região de Campinas

Programa de cooperação entre municípios instala passagens de fauna na região de Campinas
Passagem de fauna foi instalada no bairro Caixa d’ Água, em Vinhedo (SP), sobre a Rodovia Edenor João Tasca — Foto: Eliel Rezende

Algumas cidades da região de Campinas (SP) estão investindo em passagens de fauna para ajudar na travessia de rodovias por animais silvestres – macacos, gambás, ouriços, cuícas e outros.

Uma delas é Vinhedo (SP), que concluiu a instalação de uma passagem em abril deste ano. Com ela, a fauna do município é interligada com a de Valinhos, e há possibilidade de interligar, futuramente, também Louveira (SP) e Itatiba (SP).

A iniciativa faz parte do Programa Reconecta RMC, iniciativa que visa estabelecer a cooperação mútua entre os 20 municípios que compõem a Região Metropolitana de Campinas (RMC), traçando estratégias conjuntas em relação a conservação e recuperação de fauna e flora.

A programa foi selecionado pelo projeto Interact-Bio – Ação Integrada pela Biodiversidade, comandado pela ICLEI, através de um recurso do Ministério do Meio Ambiente alemão.

O foco do programa é a proteção animal, recuperação de áreas de preservação permanente e fortalecimento de áreas protegidas existentes e criação de novas.

Localizada no bairro Caixa d’ Água, sobre a Rodovia Edenor João Tasca, a passagem suspensa é uma das metas de um programa que pretende unir as 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) através de um corredor verde de preservação ambiental.

Passagem de fauna construída sobre a Rodovia Edenor João Tasca, em Vinhedo (SP) — Foto: Eliel Rezende
Passagem de fauna construída sobre a Rodovia Edenor João Tasca, em Vinhedo (SP) — Foto: Eliel Rezende

De acordo com a Secretaria de Planejamento Ambiental do município, o local da instalação foi escolhido pela representação de fragmentos de florestas e apresentar alto índices de acidentes envolvendo espécies da fauna, seja por atropelamento ou descarga elétrica.

Com custo de R$ 52 mil, a passarela é feita com madeira e cabos de aço, por onde vão circular os animais. Projetado pelo Grupo Eco & Eco, as passagens recebem subsídios de outras empresas em troca da nomeação da obra (naming rights), o que barateia o custo ao município.

Além dos benefícios ecológicos do projeto, segundo a administração, as passagens suspensas contribuem para evitar acidentes de trânsito devido a animais soltos na pista.

Outras passagens na região

A cidade de Pedreira (SP) inaugurou a primeira passagem de fauna da cidade no segundo semestre de 2023. A passarela mostrada no vídeo abaixo fica na Rodovia João Beira (SP-95). Segundo a prefeitura, o projeto também foi financiado da mesma maneira que o de Vinhedo.

VÍDEO: Vídeo mostra animais utlizando passagem de fauna instalada em Pedreira

Em Campinas (SP), três passagens de fauna foram planejadas até o momento. Uma foi instalada na Estrada da Rhodia, em Barão Geraldo. As outras duas estão sendo erguidas na estrada que liga o distrito de Sousas ao distrito de Joaquim Egídio, na APA (Área de Proteção Ambiental) Campinas.

A prefeitura informou que as três passagens são iguais, formadas por uma estrutura metálica treliçada, com um vão de 15 metros de largura e 5,5 metros de altura.

Passagem de fauna de Campinas na Estrada da Rhodia, distrito de Barão Geraldo — Foto: Reprodução/Portal Animal Campinas
Passagem de fauna de Campinas na Estrada da Rhodia, distrito de Barão Geraldo — Foto: Reprodução/Portal Animal Campinas

Já a administração do município de Hortolândia (SP), por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, informou que existe uma passagem de fauna silvestre do tipo aduela no km 107 da Rodovia Bandeirantes.

Em Americana (SP), a Secretaria de Meio Ambiente informou que a cidade possui uma passagem localizada na Rua Florindo Cibin, na região da Gruta Dainese.

Por Giovanna Adelle, Kauan Panontin

Fonte: g1