Projeto de lei aprovado pela Câmara permite translado de animais de estimação no transporte público em Estrela, RS

Projeto de lei aprovado pela Câmara permite translado de animais de estimação no transporte público em Estrela, RS
Foto: Luís Fernando Wagner

A Câmara de Vereadores de Estrela aprovou, por unanimidade de votos, na noite desta segunda-feira (31), projeto de autoria da vereadora Cristiane Ruschel Cagliari (PV), que autoriza o translado de animais de estimação de pequeno porte no transporte público.

De acordo com o texto, cães e gatos de até 10 kg poderão ser levados pelos ônibus que cumprem itinerário dentro do município. A parlamentar explica que tomou a iniciativa para atender a uma demanda de tutores. “Moradores que tem menos recursos e que não tem transporte próprio, muitas vezes enfrentam dificuldades quando precisavam levar os bichinhos para consulta veterinária ou para castração”, esclarece.

Conforme a matéria, os animais podem usar os coletivos somente fora dos horários considerados de pico de segunda a sexta-feira, que são entre 8h e 10h, e das 13h30 às 15h30. Finais de semana não há restrição de horário. Os pets também precisarão pagar passagem. Eles ainda deverão ser acomodados dentro da mala de transporte e o tutor deverá apresentar ao motorista a caderneta de vacinação do animal, que precisará estar em dia.

Ao projeto foi anexada emenda, assinada pelo vereador Volnei Zancanaro (PSL), que estabelece limite para o transporte de dois animais por viagem.

“Esse é um passo para a evolução do município. Foi uma alegria muito grande ter aprovado este projeto que é pioneiro no Vale do Taquari”, festeja Cristiane. A matéria aguarda sanção do prefeito Elmar Schneider para entrar em vigor.

Militante da causa animal

Vereadora de primeiro mandato, eleita em 2020 com 444 votos, Cristiane Ruschel Cagliari é militante da causa animal há 16 anos, e encampou o tema como principal bandeira de campanha. Tiane, como é conhecida, tem 38 anos de idade e foi a fundadora da Associação Estrelense de Proteção aos Animais (Aepa), ONG que presidiu por 14 anos e segue atuando como voluntária.

Por Luís Fernando Wagner

Fonte: Grupo Independente

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.