Projeto de monitoramento divulga laudo sobre morte de toninha em Laguna, SC

Projeto de monitoramento divulga laudo sobre morte de toninha em Laguna, SC

Projeto de monitoramento divulga laudo sobre morte de toninha
Conforme os dados do projeto, já foram confirmadas as mortes de 73 toninhas vítimas de pesca acidental nos últimos quatro anos do projeto. Hoje, o ByCatch é a principal ameaça aos pequenos cetáceos costeiros do Brasil.

A toninha encontrada morta na última sexta-feira, 27, foi vítima de ByCatch, como é chamada tecnicamente a pesca acidental. É o que aponta o laudo da necropsia feito pela equipe de especialistas do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), coordenado pela Udesc em Laguna.

O animal foi encontrado na orla da Praia do Mar Grosso, perto dos Molhes da Barra, por banhistas que passavam pelo local. A toninha estava com a nadadeira caudal decepada e foi recolhida pelos veterinários para que fosse realizada a necropsia, na Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Udesc.

De acordo com o PMP-BS, as marcas deixadas pela rede e o corte proposital na nadadeira caudal é típico do desemalhe da rede e descarte do animal, o que configura caso de ByCatch. A toninha é um pequeno golfinho tímido e o mais ameaçado de extinção do Atlântico Sul e tem aparência semelhante a de um boto nariz-de-garrafa.

Conforme os dados do projeto, já foram confirmadas as mortes de 73 toninhas vítimas de pesca acidental nos últimos quatro anos do projeto. Hoje, o ByCatch é a principal ameaça aos pequenos cetáceos costeiros do Brasil.

Sobre o PMP-BS

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no polo pré-sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato com o projeto pelo telefone 0800 642 3341.

Fonte: Portal Agora Laguna via Notisul

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.