Notícia

Projeto implantará 300 chips em cães e gatos de famílias de baixa renda em Júlio de Castilhos, RS

Começa nesta quinta-feira (1°) a campanha de cadastramento de cães e gatos de Júlio de Castilhos, na Região Central. Serão implantados microchips em 300 animais, além da castração em cadelas do município.

Famílias de baixa renda ou que participem de algum programa do governo federal devem entrar em contato com a Secretaria de Agricultura, Turismo e Meio Ambiente para realizar o cadastro dos animais. Conforme o secretário, José Geraldo Ozelame, o trabalho será intensificado para este grupo de famílias e também para animais de rua.

A primeira parte do projeto tem custo estimado de R$ 50 mil. O valor corresponde à licitação que definiu a clínica veterinária responsável pelos trabalhos, a Guima Vet. Ainda há mais R$ 20 mil que foram disponibilizados para uma organização não governamental (ONG) do município que trabalha em campanhas contra maus-tratos com o objetivo de também dar moradia a cães de rua.

O processo se dá da seguinte maneira: as famílias entram em contato com a secretaria e fazem o primeiro cadastro. A pasta repassa as informações para a Guima Vet e, a partir daí, a clínica veterinária agenda, com os donos dos animais, os atendimentos para chipagem e castração.

O secretário afirma que, neste primeiro momento, apenas as fêmeas de cachorro serão castradas. Depois, se houver demanda, serão feitas as castrações de gatas e outros animais. A campanha não tem prazo para se encerrar, mas durará até acabarem os 300 chips. Contudo, se a demanda for maior do que o prevista, o secretário adianta que podem ser realizados mais operações como essa – com a compra de mais chips e realização de mais castrações.

Por Camille Wegner

Fonte: Gaúcha ZH

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.