Estruturas contendo bebedouro e comedouro estão sendo instaladas em pontos estratégicos para atender os animais de rua. — Foto: Foto: Zana Ferreira/ G1 Vales

Projeto oferece água e comida para animais de rua em Governador Valadares, MG

Para aqueles que amam os animais, é difícil ver um bichinho com olhar carente nas ruas e não se compadecer. Mas mesmo com o apoio de protetores e voluntários, nem sempre é possível encontrar lar para todos os animais de rua, que acabam sofrendo com fome, frio e, muitas vezes, maus-tratos.

Com o objetivo de amenizar essa realidade, um projeto em Governador Valadares vêm buscando sanar a fome e a sede de cães e gatos que vivem nas ruas. A iniciativa foi lançada em junho de modo independente pelo vereador Alessandro Ferraz.

“Sabemos que a solução para a população animal de rua vai muito além dessa iniciativa, mas enquanto buscamos ações mais eficazes não podemos fechar os olhos para esses bichos abandonados. Esse projeto não conta com verba ou apoio da Câmara nem do Executivo, foi uma alternativa para tentar atender essa demanda do município contando com o apoio da população”, explica Alessandro.

Os comedouros e bebedouros já foram instalados na porta de cinco lojistas parceiros do projeto. Os interessados ficam responsáveis por fazer reposição diária de ração e água fresca, manter os recipientes limpos e retirar o equipamento após o horário comercial, para evitar a ação de vândalos. Cinco parcerias já foram fechadas e outras 15 estão sendo analisadas.

O empresário Antônio Fróis foi um dos primeiros a abraçar a ideia. Ele afirma que há cerca de 60 dias colocou o comedouro e bebedouro na porta da loja de suplementos alimentares que fica em uma das ruas mais movimentadas do Centro da cidade. Desde então, só tem recebido elogios em relação à iniciativa.

“Vemos um retorno muito positivo. Diariamente passam animais que param para comer e beber água. Além disso muitas pessoas têm parado pra conversar com a gente, elogiando a postura solidária com os animais. Outro dia, uma senhora entrou e pediu pra fotografar e tirar as medidas da estrutura porque ela ia chamar os vizinhos e incentivá-los a fazer igual na rua onde moram. É uma ação simples, mas com impactos muito importantes. É gratificante participar desse projeto”, conta o empresário.

Para participar, o lojista interessado deve se comprometer com a manutenção e segurança do equipamento, com prioridade para locais que possuam câmeras de segurança, para inibir que vândalos possam danificar a estrutura.

“Desde que começamos, muitas pessoas já fizeram contato, várias inclusive querendo bancar os custos da estrutura, que é a parte mais cara. Isso é muito positivo. Enquanto isso continuamos a busca por ações mais efetivas para conter o aumento da população animal de rua, como a castração e a conscientização da população sobre a posse responsável. Todas essas ações fortalecem a causa animal na cidade”, conclui Alessandro Ferraz.

Por Zana Ferreira

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.