Projeto 'Pracinha dos Dogs' promove apadrinhamento de animais de rua em Jundiaí, SP

Projeto ‘Pracinha dos Dogs’ promove apadrinhamento de animais de rua em Jundiaí, SP

O projeto ‘Pracinha dos Dogs’ apadrinha animais de rua e promove conscientização nas escolas de Jundiaí (SP). Além de receberem casinhas e alimentação, os cães e gatos apadrinhados são castrados e vacinados.

“Nesse novo sistema de ajuda aos animais, fiz parceria com duas clinicas veterinárias da cidade e vou abrindo novas parcerias nos bairros onde o índice de abandono é maior. Em um ano e meio, consegui castrar e atender mais de 660 animais”, afirma a responsável pela iniciativa, Sara Penteado. Sara percorre bairros da cidade arrecadando e distribuindo as doações dos padrinhos.

Sara Penteado é a responsável pela iniciativa (Fotos: Divulgação)

“Tomo esse cuidado para que todo mundo participe e saiba que para ajudar não precisa tirar um animal da rua, basta ter boa vontade e investir um pouco. Por meio dessas parcerias, os cães e gatos vão ter médico, casinhas com manutenção periódica e alimentação”, diz Sara.

Além do apadrinhamento, boa parte das doações é arrecadada nos eventos que o projeto promove na cidade. Só na Zona Oeste, aproximadamente 18 animais são atendidos. “As casinhas e a alimentação são distribuídas conforme as necessidades. Hoje estou mais concentrada no setor oeste da cidade de Jundiaí, nos Residenciais 1, 2 e 3 e no bairro Varjão, além de alguns bairros de Várzea e Campo Limpo”, conta Sara.

Sobre o projeto

O “Pracinha dos Dogs nos Bairros” é uma iniciativa do projeto “Pracinha dos Dogs”, que existe desde 2013 e luta pela conscientização das pessoas que decidem adotar um pet. O programa ajuda no resgate de animais abandonados e auxilia abrigos com superlotação.

Quem quiser apadrinhar um animal ou ajudar com doações de ração, remédios, casinhas e cobertores pode entrar em contato com a Sara pelo telefone (11) 99660-9176.

‘Pracinha dos Dogs’ existe desde 2013 e luta pela conscientização de quem adota um pet

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.