Projeto proíbe transporte marítimo e fluvial de animais para abate em SP

Projeto proíbe transporte marítimo e fluvial de animais para abate em SP
Projeto proíbe transporte marítimo e fluvial de animais para abate. (Foto: Divulgação/Alesp)

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Alesp deu parecer favorável a proposta que proíbe o transporte marítimo e fluvial de animais vivos no Estado para finalidade de abate e consumo. Caso se torne lei, o descumprimento da norma levará à aplicação de uma multa de 195 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesp), um total de R$ 5.362,50, para cada animal transportado.

O deputado Feliciano Filho (PSC), autor do projeto, vê como de grande importância o prosseguimento da matéria para a proteção dos animais. “Durante toda a minha vida lutei nesse assunto. Agora, com isso, parece que recomecei minha empreitada”, comentou.

A presidente da comissão, deputada Célia Leão (PSDB), comentou que essa condução é uma tortura. “Os animais são levados em uma viagem de 14 a 20 dias, durante a qual não há nenhum cuidado. Eles são machucados, mortos e jogados ao mar”, explicou.

Fonte: ALESP via ABC do ABC 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.