Projeto que prevê multa a quem maltratar animais está em elaboração em Vera Cruz, RS

Projeto que prevê multa a quem maltratar animais está em elaboração em Vera Cruz, RS
Foto: Divulgação

Mais um caso de maus-tratos a animais ocorreu em Vera Cruz. Desta vez, as protetoras, que atuam de forma voluntária, atenderam uma denúncia em Linha Henrique D’Ávila. Lá encontraram uma cadela amarrada em um fio de luz, com o pescoço em carne viva, mais quatro filhotes desnutridos e outros mortos por falta de amparo. Em meio a indignação, a boa notícia é que deve ser encaminhado em breve um projeto que prevê alteração no Código de Posturas e Meio Ambiente de Vera Cruz, em que estão inseridas multas e notificações para quem cometer maus-tratos.

A protetora Lisiane Moraes expôs o caso nas redes sociais. Ela conta que uma pessoa passou pelo local e avisou do caso. No outro dia, ela e mais a protetora Rita Suzana Morsch foram até a residência. Chegando lá encontraram a cadela presa a um fio de luz curto que não possibilitava que ela deitasse a cabeça, com o pescoço cortado em carne viva, deitada entre entulhos. Pouco mais adiante estavam os filhotes desnutridos, no meio dos mortos. “Ela chegou a cavar um buraco e estava comendo terra, porque não tinha água e nem comida. Essa pessoa que fez a denúncia disse que no domingo ela passou o dia no sol, uivando. Já os filhotes estavam em uma construção, no meio de sacos de cimento, sem contato com a mãe. Alguns morreram por desnutrição, anemia, e os que ainda estavam vivos ficavam no meio destes”, conta.

Lisiane explica que não quer espalhar a indignação, mas quer que algo seja feito no sentido de multar quem pratica os maus-tratos. “Essa pessoa é de baixa renda, não teria como cobrar uma multa, mas que fosse então prestado um serviço comunitário, justamente para que as pessoas vejam que maltratar animais não fica mais sem punição alguma”, relata.

Já o veterinário do município e coordenador da Vigilância Sanitária, André Santana, explica que essa alteração no código de posturas deve ser encaminhada, nos próximos dias, para o Setor de Projetos da prefeitura e, em seguida, para aprovação ou não dos vereadores. Serão acrescentados itens como multa para quem abandonar animal ou não manter em condições adequadas, além de notificação para casos como deixar o animal sair na rua. No caso de maus-tratos como falta de água ou comida, prevê que o dono tem dez dias para se adequar e caso isso não ocorra recebe multa. Já em caso de reincidência haverá um aumento de 50% da multa e o animal pode ser enviado para adoção. A ideia é que a manutenção do animal, feita pela prefeitura, seja cobrada do tutor.

Legislativo

O presidente da Câmara de Vereadores de Vera Cruz, Eduardo Viana, diz ser favorável a medida. “Precisamos que algo seja feito, pois é um caso de saúde pública. Seguidamente acontecem situações como esta de hoje e precisamos ter leis que não sejam brandas”, complementa.

Quando falamos que precisamos de leis para maus tratos em vera Cruz muitos não concordam mas me digam se isso não…

Julkaissut Lisiane Moraes Tiistaina 4. joulukuuta 2018

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Foto: Portal Arauto

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.