Projeto voluntário cuida de cães e gatos abandonados em Santa Izabel do Pará, PA

Projeto voluntário cuida de cães e gatos abandonados em Santa Izabel do Pará, PA
O projeto recebe doações para alimentar animais nas ruas de Santa Izabel (Divulgação)

Um grupo de moradores criou o projeto “Amor Por Quatro Patas”, que está sendo realizado no município de Santa Izabel do Pará. Eles cuidam de cães e gatos abandonados. O projeto objetiva promover vida mais saudável aos animais em situação de abandono. Segundo os autores do projeto, a ideia é saciar a fome dos bichinhos, conscientizar a sociedade sobre o direito dos animais, diluindo, assim, a desnutrição dos animais em situação de vulnerabilidade, abandono e maus-tratos nas ruas da cidade izabelense.

Os autores do projeto são Jaceline Lago, Lorena Costa, Jéssica Brito e Arthur Sodré. E os colaboradores são Laissa Bessa, Luiz Augusto, Priscila Ramos, Marllon Barreto e Adria Ramos. Segundo eles, o projeto visa à melhoria de vida para animais em situação de abandono e pretende criar, a longo prazo e como proposta de intenção ao poder público, a rede de proteção municipal dos animais. Eles objetivam construir uma conscientização pública desses direitos e a instalação de recipientes com alimento e água, distribuídos em pontos estratégicos da cidade de Santa Izabel do Pará.

Um dos autores do projeto, Arthur Sodré, disse que a iniciativa começou logo após o caso em que o segurança da rede de supermercado Carrefour matou um cão de rua, caso repercutido nacionalmente, e ocorrido, em dezembro de 2018, na Grande São Paulo. “Logo após o ocorrido, nós já unimos forças para cuidar dos animais de rua e conscientizar a população a não maltratar esse animais. Já construímos seis pontos na cidade e pretendemos expandir, além de criar uma loja de artigos do projeto para arrecadar dinheiro para comprar materiais de higiene e remédios para os animais de rua. Também buscamos por veterinários parceiros para ajudar a tratar e castrar esses animais”, disse. Nesses pontos eles colocam ração e água para os bichinhos. “E já estamos começando a construir coberturas nesses pontos para proteger eles da chuva. Visitamos diariamente os pontos para limpeza e manutenção e contamos com a ajuda da população para fiscalizar”, acrescentou.

Arthur disse que um dos objetivos é estimular o surgimento de outros projeto como esse em outras cidades. Ele acredita que um total de 54 animais estão usando esses pontos. O projeto objetiva, portanto, a valorização da vida nas suas mais diversas formas, com base no artigo 32 da Lei Federal no 9.605/98 (crimes ambientais) e no artigo 164 do Código Penal, que estabelecem penas de detenção e multa para maus-tratos e abandonos de animais, tanto silvestres quanto domésticos. Pretende-se, com ações estratégicas do projeto “Amor Por Quatro Patas”, despertar, inspirar e promover, na sociedade izabelense, a conscientização dos direitos dos animais.

Os atos de maus-tratos e crueldades mais comuns são os seguintes: abandonos, manter animais presos sem comida sem contato com seus donos/responsáveis, deixar animais em lugares impróprios e anti-higiênicos, envenenamentos; agressões físicas e mutilações. Para a realização deste projeto é “primordial e urgente agir para diminuir ostensivamente a desnutrição dos animais abandonados”, diz Arthur.

Os objetivos específicos do projeto são: instalação de comedouros e bebedouros feitos com cano de PVC pelas ruas do município para que os animais possam saciar a sede e a fome a qualquer hora do dia; desenvolver ações para a defesa, prevenção e manutenção da qualidade de vida de cães e gatos abandonados; estabelecer uma rede de parcerias entre o poder público, a sociedade organizada e o segmento empresarial para apoiar o projeto; engajar voluntários sensíveis à causa, aos cuidados da manutenção dos comedouros e bebedouros; ajudar animais em situação de rua por meio da distribuição de alimentos; articular ações coletivas de sensibilização em relação aos cães e gatos, despertando a cooperação e solidariedade de forma integrada participativa; Criar e desenvolver campanhas educativas nas escolas; propor ao poder público a criação da legislação municipal sobre o direito, a defesa e a rede de proteção dos animais, bem como sua regulamentação.

Pontos estratégicos de implantações dos comedouros e bebedouros:

  • Praça Matriz
  • Ginásio de Esporte.
  • Praça da Bandeira

Quem quiser ajudar pode doar ração ou materiais para a construção dos pontos de alimentação. E pode entrar em contato na página do Instagram @projetopets34 ou pelo número 985242634 (Arthur Sodré).

Fonte: O Liberal

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.