Promotor garante entrar com Ação Civil Pública contra a Prefeitura no caso CCZ de Três Lagoas, MG

Promotor garante entrar com Ação Civil Pública contra a Prefeitura no caso CCZ de Três Lagoas, MG

MG treslagoas ccz 8ddcdc6814

O vereador Beto Araújo procurou o Ministério Público no dia 02 de julho para tratar, entre muitos assuntos, do caso CCZ. Na ocasião, o promotor de justiça, Dr. Antônio Carlos se comprometeu a entrar com ação pública contra a prefeitura, que, segundo a promotoria, não cumpriu prazos e ações referentes ao Centro de Controle de Zoonoses.

Durante mais de uma hora de conversa, vereador e promotor discutiram sobre a série de problemas envolvendo o CCZ, como por exemplo, a má gestão e o extermínio de animais, desrespeitando os critérios mínimos legais. “Vou entrar com uma ação civil pública contra a prefeitura em relação ao caso CCZ, pois eu não fui procurado pela prefeita para assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, que solicita rápidas providencias no local”, disse o promotor.

“Casos como esse não deve ficar impunes, pois animais são mortos todos os dias em Três Lagoas e muitos deles não merecem ser assassinados, pois estão sadios ou com alguma doença curável e por isso que me preocupo com a causa e venho até a promotoria para tentar resolver o caso. Eu como homem público, me preocupo com a população como um todo, pois matar animais sadios, envolve muito mais que uma simples ação: envolve sentimentos e envolvimento de toda uma família”, disse o vereador.

Outros pedidos

Durante o encontro, o vereador solicitou ao promotor Antônio Carlos ajuda para projetos e ações voltadas á causa animal na cidade. Projetos de castração de animais, aquisição de veículos e locais para recolhimento de animais abandonados e atropelados entraram na pauta de discussões.

Fonte: Rádio Caçula

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.