Proteção aos animais ganha cada vez mais adesão no Espírito Santo

Proteção aos animais ganha cada vez mais adesão no Espírito Santo

Por Andressa Mian 

Organizações não governamentais (Ongs) e associações que abraçam a causa dos animais maltratados e abandonados na Grande Vitória e no Espírito Santo estão conseguindo sensibilizar um número cada vez maior de pessoas no Estado. O trabalho desenvolvido por estas instituições tem diminuído o número de cães e gatos nas ruas e contribuído para conseguir um lar para grande parte desses bichos.

A Ong Amizade é um Luxo, que possui uma fan page no Facebook e divulga fotos de cães e gatos para adoção, é um exemplo de que boa vontade e amor pelos animais pode mudar a realidade desses bichinhos.

Uma das diretoras da Ong, a empresária Maria Izabel Braga, contou que a iniciativa aconteceu há cerca de um ano quando se deparou com fotos produzidas de cães e gatos na Internet, e resolveu entrar em contato com a fotógrafa para propor uma sociedade.

“Começamos a visitar os Centros de Controles de Zoonoses (CCZ) da Grande Vitória e a fotografar os bichinhos depois de produzi-los com roupinhas e assessórios. Divulgamos as fotos na fan page e com isso já conseguimos a adoção de mais de 550 animais”, comemorou.

Maria Izabel contou que a Ong vai realizar um evento no dia 30 de julho, em parceria com artistas capixabas e de fora do Estado, para conseguir verba que será revertida em ração, medicamentos e também para a castração dos animais, o principal foco da Ong. “Os artistas vão doar os trabalhos e o dinheiro da venda das peças de arte será usado para ajudar os abrigos de animais. O evento vai acontecer na galeria Oficina de Ideias, da artista Ana Paula Castro”, informou.

Outra iniciativa importante partiu da Ong Nação Vira-lata, localizada em Guaçuí, no Sul do Estado. Integrantes da Ong foram recebidos pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Espírito Santos (Ales) na última semana e apresentaram um projeto para a aquisição de uma unidade móvel de esterilização de animais e educação em saúde.

ES castramovel 14497494505 2f715f7895 c

O objetivo seria a castração de cães e gatos de moradores da zona rural e urbana na Região do Caparaó, evitando que as crias desses animais sejam abandonados nas ruas. A presidente da Ong Nação Vira-Lata, Adriana Alcoforado informou que o projeto apresentado tem a proposta de unir Estado, Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e municípios da região. “O Estado entraria com a unidade móvel e equipamentos, a Ufes com os profissionais do curso de Medicina Veterinária e as prefeituras com os custos das cirurgias”, informou.

A reunião contou com a presença dos deputados estaduais Glauber Coelho (PSB) e Hércules Silveira (PMDB) que se comprometeram com a causa.

De acordo com o deputado Glauber Coelho, o próximo passo é fazer ajustes no projeto para que ele seja apresentado ao governo com o objetivo de incluí-lo no orçamento do Estado.

Já o deputado Hércules Silveira, que realizou várias iniciativas em favor dos animais, criando medidas importantes como a Lei nº 9.399, que proíbe a utilização e apresentação de qualquer espécie de animal em espetáculo circense em território estadual, se comprometeu em criar uma emenda parlamentar destinando recursos para a compra de veículo adaptado.

Outra ação de Silveira é a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Animais na Assembleia no dia 1 de julho, da qual ele é presidente.

Evento de Adoção

No próximo sábado (28), o Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) vai promover um evento de adoção na Praça Wolghano Neto, a pracinha do Carone, em Jardim da Penha.

Os animais disponíveis para a adoção são de várias raças e poderão ser adotados por maiores de 18 anos. Para a adoção basta apresentar a carteira de identidade e um comprovante de residência.

Durante o evento, que acontece das 9 às 12 horas, as crianças poderão se divertir com teatros, brincadeira e jogos educativos sobre a guarda responsável dos animais. Todos os animais disponíveis para a adoção estão cadastrados, vermifugados e vacinados.

Fonte: Leia-se

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.