Protetora busca ajuda para cachorro vítima de machadadas na cabeça em São Sebastião, DF

Protetora busca ajuda para cachorro vítima de machadadas na cabeça em São Sebastião, DF
Material cedido ao Metrópoles

O cachorro que foi vítima de machadadas na cabeça em São Sebastião, no Distrito Federal, em 27 de novembro, sobreviveu, mas luta para superar as sequelas da agressão.

“Ele está com desequilíbrio motor, incontinência urinária”, contou Ana Paula Vasconcelos, advogada representante do Fórum de Defesa Animal.

Segundo a protetora, Expedito, como agora o pet é chamado, tem muito medo e está traumatizado. Se alguém tenta encostá-lo, o cachorro começa a latir e ganir, como se estivesse sendo espancado novamente – condição conhecida tecnicamente como hiperalgesia.

Veja:

Além da locomoção, a fisioterapia é necessária para o controle da incontinência urinária. Neste estado, sem tratamento, dificilmente o cachorro conseguirá ser adotado.

“Assim que tiver alta, ele vai precisar de um lar com muito amor e carinho”, concluiu Ana Paula.

Ajuda

Quem quiser e puder ajudar a pagar o tratamento de recuperação de Expedito pode ajudar com qualquer quantia.

Banco do Brasil / Agência 3475-4 / Conta Corrente PJ: 33.383-2 / Titular: Projeto Adoção São Francisco/CNPJ: 21.396.480/0001-21

PIX as chaves são: CNPJ ( 21.396.480/0001-21) ou e-mail ( [email protected] )

Tutor preso

“O boi se mata dessa forma. Um cachorro não é melhor que um boi”, disse o antigo tutor de Expedito, preso em flagrante por maus-tratos.

A partir de uma denúncia, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu o acusado logo depois dos golpes.

O agressor alegou que o cão estava doente e, por isso, decidiu sacrificá-lo. Expedito, porém, foi encontrado com vida, em 28 de novembro, aproximadamente 24 horas depois das agressões.

Por Francisco Dutra

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.