Protetora pede ajuda para manter 28 cães e continuar resgatando animais debilitados em Cuiabá, MT

O amor e a empatia de Cinthia Amorim pelos animais transformou sua rotina. Há quase dois anos ela se dedica a resgatar e cuidar de cães abandonados e debilitados em sua própria casa. Assumindo todos os gastos, ela precisa de doações para continuar os resgates e também para manter o cuidado e tratamento dos cerca de 28 animais que estão sob sua responsabilidade.
Tudo começou quando uma amiga lhe perguntou se poderia adotar dois cães em fase de tratamento. Como já tinha outros três cachorros relutou no começo, mas acabou por adotá-los, depois disso passou a ser procurada pelas pessoas para realizar resgates e ajudar no cuidado de animais debilitados. “O problema é que as pessoas vinham até mim e traziam os animas e diziam que iam ajudar, mas depois sumiam”, diz Cinthia.

Ao Olhar Conceito ela contou que chegou a ficar dois dias sem ração para alimentar os cães, foi então que fez as postagens no facebook pedindo ajuda. “Eu gasto um saco de ração a cada quatro dias, isso me custa R$ 120 reais, eu não consigo mantê-los sozinha”, desabafa.

A falta de um local específico e de recursos para tratar e manter os animais restringe a boa vontade de Cinthia. “Gostaria de poder fazer mais, resgatar mais. Se eu pudesse queria ter um lugar para cuidar deles. Eu não consigo ver o sofrimento deles e não ajudar”, conta a protetora que já cuidou de mais de 115 cães desde que começou o trabalho.

A revolta de Cinthia é também com a falta de atenção que os animais possuem da sociedade e de políticos, que ignoram a existência e sofrimento dos bichanos, não assumindo suas responsabilidades. “Essa situação dos animais de rua é muito grave, até pelas doenças que eles podem transmitir para o ser humano. Os políticos não estão nem ai para os animais porque eles não votam, mas eu sou protetora e eu voto”, enfatiza.

A maioria dos cães adotados por Cinthia estão em fase de tratamento, sofreram agressões, abandono e demais maus tratos. Todos estão debilitados e apenas um esta disponível no momento para adoção. Por isso, toda ajuda é bem vinda, seja financeira, remédios, rações e carinho também, já que visitas podem ser agendadas.

Mais informações de como ajudar pelo Facebook ou pelo telefone de Cinthia (65) 9 9683-4983. Para doações em dinheiro os depósitos e transferências podem ser feitos em duas contas em nome de Cinthia Fernandes Garcia Amorim:

Banco do Brasil
Conta corrente: 21014-5
Agência: 4043-6

Caixa Econômica
Conta Corrente: 23872-7
Agência: 0686

Por Naiara Leonor

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.