Protetores de São Bernardo do Campo (SP) reclamam de burocracia para castração

Por Camila Galvez

Os protetores independentes de animais de São Bernardo se reuniram ontem na Rua Marechal Deodoro, no Centro, para recolher assinaturas contra a nova direção do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da cidade. Segundo os voluntários, desde que assumiu o departamento, há cerca de seis meses, a gestão criou diversas burocracias para visitação e recolhimento de guias para castração de animais.

Entre as reivindicações estão a livre visitação de animais abrigados, medidas urgentes de atenção veterinária aos animais doentes, instalação de trabalho em conjunto para possibilitar registro fotográfico dos bichos para adoção, além de disponibilizar fichas de castração sem a obrigatoriedade de participação na reunião mensal do CCZ. Os protetores afirmam que esses acordos foram firmados em 2008 na cidade e não estão sendo cumpridos.

Ainda conforme os manifestantes, há casos de animais que estão sofrendo maus-tratos e até mesmo desapareceram de dentro do espaço onde deveriam estar abrigados.

O grupo pretende fazer outra manifestação, desta vez em frente ao local, no dia 5 de janeiro, para cobrar as autoridades sobre os problemas e entregar as assinaturas recolhidas entre os moradores do município.

Procurada, a Prefeitura de São Bernardo não se manifestou até o fechamento desta edição.

Fonte: Diário do Grande ABC

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.