Protetores denunciam caso de cachorro amarrado há dias em árvore na prainha de Cardoso, SP

Protetores  denunciam caso de cachorro amarrado há dias em árvore na prainha de Cardoso, SP
Caso foi denunciado a uma sociedade protetora de animais de Votuporanga (Foto: Reprodução/Facebook)

Protetores de animais denunciaram à Polícia Ambiental de Votuporanga o caso de um cachorro vira-lata que está há dias amarrado em uma árvore em um rancho no Jardim dos Grandes Lagos, na prainha de Cardoso, a 127 quilômetros de Rio Preto.

Segundo a denúncia feita por um morador da cidade à Sociedade Protetora dos Animais de Votuporanga (Spavo), o animal estaria no local há vários dias sem receber alimentação adequada, debaixo de sol e chuva.

De acordo com Leonardo Brigagão, presidente da Spavo, deixar animais domésticos amarrados é considerado crime de maus-tratos, segundo o artigo 32 da Lei Ambiental, com pena de três meses a um ano e multa.

Em sua rede social, o protetor denunciou o caso por meio de uma imagem enviada a seu celular e divulgou informações sobre o local. “Este ato covarde está acontecendo em Cardoso, cidade onde não há fiscalização contra maus-tratos. O animal fica amarrado o dia todo na árvore e quando chove fica exposto sem ter a chance de se proteger”, escreveu.

O protetor lembrou que casos assim são passíveis de multa de R$ 3 mil e prisão de até um ano. Leonardo afirmou que já está à procura de um local para o cãozinho caso a polícia comprove os crimes de maus-tratos. “Precisamos tirar o animal dessa família e encontrar um lar a ele”, explicou o voluntário.

No início desta tarde de terça-feira, 21, o cachorro já havia sido solto.

Fonte: Diário da Região (colaborou Arthur Avila)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.