Protetores suspendem resgates e pedem doações; saiba como ajudar, em Santa Cruz do Sul, RS

Protetores suspendem resgates e pedem doações; saiba como ajudar, em Santa Cruz do Sul, RS
Grupo está responsável por 22 animais adultos e 23 filhotes - Foto: Reprodução/Facebook

Com mais animais do que poderiam dar assistência, os voluntários da ONG Protetores de Santa Cruz do Sul tiveram que suspender os resgates na última semana. Ainda nessa quinta-feira, 18, precisaram abrir duas exceções para socorrer um cachorrinho que era supostamente abusado e outro que foi espancado com cabo de vassoura. “Não tinha como fechar os olhos”, comentou uma das voluntárias, Francine Camara Kaercher.

A falta de recursos para atender os animais que já estão sob responsabilidade da ONG, no entanto, continua. Atualmente com 23 filhotes e 22 adultos, a entidade precisa da ajuda da comunidade para permanecer dando assistência aos animais. De acordo com Francine, esta época do ano é ainda mais difícil para a ONG

“Chegou a hora em que todas as cadelas que recebemos denúncia de que estavam no cio estão dando cria. Resgatamos muitos filhotes, que precisam de cuidados antes de serem adotados. E aí, quando eles puderem receber um lar, vai ser outro momento complicado. Fim de outubro, início de novembro, todo mundo está preocupado com fim de ano e férias, ninguém pensa em adotar”, desabafou.

Para manter os pequeninos, a ONG precisa de doações de ração para filhote – que já está no fim. Além do alimento para os bichinhos, a comunidade pode ajudar com doações em dinheiro, que ajudam a custear os tratamentos veterinários, internações e a compra de medicamentos e outros itens que os animais precisam.

As doações podem ser feitas através de depósito bancário ou em pontos de coleta, além da possibilidade de doar mensalmente um valor para a ONG. Ainda é possível se voluntariar para ser lar temporário de algum animal, sendo que a assistência, neste caso, fica por conta da Protetores. O contato com a entidade pode ser feito pela Página no Facebook ou perfil no Instagram.

Ação

Durante uma ação que será realizada neste sábado, 20, na Praça Getúlio Vargas, os voluntários também estarão vendendo produtos da entidade, que tem toda a verba voltada ao cuidado com os animais. O evento acontece entre as 9 e 17 horas, no Centro de Santa Cruz do Sul. No local, os voluntários também irão receber doações, seja de valores ou de ração.

CONTAS BANCÁRIAS

– Banrisul – Agência 0957 | Conta: 39.12345678 | Em nome da voluntária Patrícia Azambuja
– Caixa Econômica Federal – Agência 0500 | Operação 013 | Conta: 00082707-0 | Em nome da voluntária Silvana Inês Bencke
– Banco do Brasil – Agência 2776-6 | Conta: 36860-1 | Em nome da voluntária Francine Camara Kaercher.

PONTOS DE COLETA

– Farmácia via Gotta – Rua Júlio de Castilhos, 271
– Policlínica Clínica Veterinária – Rua Marechal Floriano, 1727
– Clínica do Dr. Faveco – Rua Marechal Floriano, 1178
– Miau Pet Shop – Rua Ernesto Alves, 522
– Clínica Namastê – Rua Marechal Deodoro, 27
– Clínica Veterinária Boulevard – Rua Mal. Deodoro, 1129
– Fruteira Conzati – Av. Independência, 887
– Love Brands – Rua 28 de Setembro, 167
– Bazar Lider -Rua Vereador Adroaldo Campos, Cohab, 275
– Max Lavanderia – Rua Borges de Medeiros (anexo ao estacionamento do Max Shopping), 235
– Studio Junio Nunes Produções Fotográficas – Rua Assis Brasil, 141
– Agro comercial MS Sul Bichos – Rua Cel. Oscar Jost, 1307
– Mercado da Bruxa – Avenida Senador Pasqualini (anexo ao shopping Santa Cruz), 18. Loja 32
– Clínica Wazlawik Veterinária – Rua Marechal Deodoro, 700
– Agro Sandri – Rua Ernesto Alves, 688
– Agropecuária Gassen – Rua Ernesto Alves, 1715
– Essencial clínica de fisioterapia – Rua Borges de Medeiros, 1151
– Realeza Animal – Avenida Independência, 976
– Clínica Veterinária Pet a Teti – Avenida João Pessoa, 654
– Cuscos e Cia – Rua Gastão Baumhardt, 83
– Lanche Certo Arroio Grande – Av. Euclides N Kliemann, 364
– Estação 1053 Restaurante & Lancheria – Rua Tenente Coronel Brito, 1053

Por Naiara Beatriz Silveira

Fonte: GAZ

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.