Quantidade de pinguins encontrados mortos no sul catarinense pode ter relação com gripe aviária

Quantidade de pinguins encontrados mortos no sul catarinense pode ter relação com gripe aviária
Foto: Divulgação/Instituto EducaMar

O Instituto EducaMar gerou um alerta devido a quantidade de pinguins que apareceram mortos nas praias do Extremo Sul nessa última nessa feira, dia 8. É que a quantidade foi maior do que o dobro do esperado e a causa das mortes pode estar relacionada com a gripe aviária.

De acordo com o Instituto, centenas de pinguins e algumas outras espécies apareceram mortos nas praias do Extremo Sul Catarinense. Nesta época do ano é relativamente comum aparecer esses animais mortos, principalmente bandos de Pinguins-de-Magalhães.

Mas a quantidade encontrada gerou um alerta e pode estar relacionada com a Gripe Aviária, tendo em vista que o vírus está presente em aves livres da região. “Devemos considerar estes animais mortos como potencialmente contaminados”, anunciou a Instituição em nota.

Nas redes sociais, o EducaMar orienta que, em caso de encontrar alguma ave marinha morta na beira-mar, não seja realizada a aproximação ou contato, esteja o animal vivo ou morto.

Nos próximos dias, as instituições competentes vão divulgar resultados de exames que podem confirmar se estas mortes foram ou não causadas pela gripe.

O que fazer

O Instituto EducaMar ressalta que, ao encontrar animal marinho vivo ou morto, acione os órgãos responsáveis, pelos telefones:

Educamar: (48) 999845665

Polícia ambiental: (48) 35290187

A instituição Educamar executa o monitoramento de praias nos trechos de Araranguá a Passo de Torres. O PMP-BP é um projeto voluntário e é a instituição licenciada para o desenvolvimento de pesquisa e monitoramento de animais marinhos.

De Caroline Sartori

Fonte: Portal LitoralSul

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.