Lagartixa-de-crista é encontrada em encomenda em Praia Grande, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de Praia Grande

Rara lagartixa do Pacífico é achada em encomenda nos Correios em SP; animal já foi considerado extinto

Uma lagartixa-de-crista (Correlophus ciliatus) foi resgatada após ser encontrada em uma encomenda nos Correios em Praia Grande, no litoral de São Paulo, informou a prefeitura neste sábado (10). A espécie não existe no Brasil e é oriunda do arquipélago da Nova Caledônia, localizada no Oceano Pacífico, a 14 mil quilômetros de distância.

O animal foi encontrado depois que funcionários de uma agência dos Correios, localizada no bairro Boqueirão, desconfiaram de uma caixa armazenada na unidade e a isolaram. Os servidores pediram ajuda do Grupamento Ambiental da Guarda Civil Municipal, que deslocou uma equipe e acompanhou a abertura da encomenda suspeita.

VÍDEO: Lagartixa rara do Pacífico é achada nos correios em SP

“Eles estranharam o fato de haver barulho dentro da caixa. Quando a equipe abriu a encomenda, identificou o tipo de réptil exótico comumente comercializado no mercado clandestino”, explicou o inspetor Fábio Rogério Marques. O animal foi encaminhado ao Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas) em Cubatão (SP).

Segundo o médico-veterinário, Lucas Porto, chefe do Ceptas, a lagartixa está desidratada, abaixo do peso, e perdeu a cauda. “É um animal onívoro e é uma das únicas espécies de lagartos que não tem regeneração da cauda, como ocorre com as lagartixas. É um indivíduo que vai ser tratado e terá que ser mantido em cativeiro”, explicou.

Lagartixa-de-crista foi encaminhada para centro de tratamento em Cubatão, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de Praia Grande
Lagartixa-de-crista foi encaminhada para centro de tratamento em Cubatão, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de Praia Grande

O veterinário informou que não há razão específica para essa espécie ser comercializada no mercado ilegal. “Existem pessoas que gostam de criar cachorros, aves ou cavalos. Há quem gosta de répteis. O mercado pet exótico, principalmente dos répteis e das aves, está crescendo muito nos últimos anos”, alertou Lucas Porto.

A lagartixa resgatada, após ser reabilitada na unidade de tratamento para animais silvestres em Cubatão, deverá ser encaminhada para um empreendimento que tenha autorização para manejo da espécie e que tenha condições de mantê-la. Ainda não há prazo para isso acontecer, segundo informações do Ceptas.

A Guarda Civil Municipal registrou a localização do réptil no 1º Distrito Policial de Praia Grande, por onde deverá ser investigado. A municipalidade não quis informar de onde a encomenda era procedente e para onde seria encaminhada. Denúncias podem ser realizadas por meio dos telefones 199 e 153.

Lagartixa-de-crista

Oriunda do arquipélago da Nova Caledônia, na Oceania, a espécie foi considerada extinta até 1994, quando foi redescoberta. O animal pode atingir até 20 centímetros de comprimento e se alimenta de pequenos insetos e frutas. É considerada vulnerável à extinção, segundo organizações internacionais.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.