Rede de Proteção Animal de Curitiba entrega ração a protetores a partir desta quinta, em esquema de drive-thru

Rede de Proteção Animal de Curitiba entrega ração a protetores a partir desta quinta, em esquema de drive-thru
Foto: SMCS

Os 145 protetores cadastrados no programa Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba farão as retiradas desta etapa, em esquema de drive-thru, a partir desta quinta-feira (6/8). Cada um deles leva para os seus animais resgatados 40kg de alimento.

As entregas, previamente agendadas pela equipe da Rede de Proteção Animal, são espaçadas uma da outra, para que não haja aglomeração no Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (CRAR), na Rua Lodovico Kaminski, 1381, na CIC.

“Começamos essa modalidade de atendimento em razão da pandemia do novo coronavírus para manter o distanciamento social necessário para prevenção da covid-19 e não deixar de fazer as entregas”, garante a chefe da Divisão de Monitoramento e Proteção Animal, Sueli Sasaoka. 

O programa

Lançado no fim de setembro de 2019, o Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba já distribuiu mais de 320 mil refeições. 

O programa tem como objetivo ajudar protetores independentes e ONGs que são lares temporários para animais apreendidos em fiscalizações de denúncias de maus-tratos, comércio e criação irregulares, entre outros.

Instituído por lei de iniciativa do Executivo, com posterior regulamentação via decreto (Lei Municipal n° 15.449/2019 e Decreto Municipal n° 1.226/2019), hoje recebe os insumos mensalmente da Special Dog, empresa escolhida por meio de edital para assinar as peças publicitárias com a Rede de Proteção.

Beneficiados

Para que os protetores e ONGs possam receber o benefício é preciso que estejam com o cadastro renovado e validado junto à Rede de Proteção, o que pode ser feito pelo site protecaoanimal.curitiba.pr.gov.br.

A gestão, armazenamento, divisão e distribuição dos insumos fica por conta da Rede de Proteção Animal. O interesse deve ser manifestado pelo e-mail [email protected]

Pessoas reconhecidas pela manutenção de número excessivo de animais e famílias em condição de vulnerabilidade social e que têm animais também poderão receber rações conforme avaliação técnica do setor.

Aceitam-se doações

De acordo com a legislação municipal, o Banco pode receber rações de doações de estabelecimentos comerciais e industriais ligados ao segmento; de apreensões por órgãos competentes e de doações por órgãos públicos, pessoas físicas ou jurídicas de direito privado.

Interessados em fazer a doação podem escrever para a Rede de Proteção pelo e-mail [email protected],    

Fonte: Bem Paraná

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.