Região do ABC (SP) tem 325 animais para adoção

Região do ABC (SP) tem 325 animais para adoção

Ao menos 325 animais, entre cães e gatos, estão esperando por adoção nos CCZs (Centros de Controle de Zoonoses) da região. Estes locais têm o objetivo de recolher os bichos, que podem conter raiva ou quaisquer outros problemas em que há chance de transmissão para seres humanos.

O abandono de animais é considerado crime ambiental. Os CCZs ressaltam que o período em que se registra maior taxa de abandono é o das férias, principalmente no fim do ano, quando famílias viajam e deixam a desejar nos cuidados com os animais.

No caso de Mauá, onde é observada a maior quantidade de animais para adoção, há 95 cães e 26 gatos . Para diminuir os problemas de abandono, o governo oferece castração gratuita para cachorros e gatos com até 20 kg. Para efetuar o cadastro do animal é preciso ir até a Defesa e Proteção Animal, no prédio da Prefeitura, com cópia do RG, CPF e comprovante de residência.

Em São Bernardo são 35 cães e 14 gatos para adoção, a qual pode ser feita a partir do site da Prefeitura. Para minimizar o abandono, o CCZ faz projetos educativos de posse responsável em bairros e escolas. O munícipe pode solicitar castrações gratuitamente por e-mail: controle.populacional@saobernardo.sp.gov.br.

Santo André tem atualmente 45 cães e um gato para adoção. Os casos de animais que possuem zoonoses, agressivos com notificação de mordedura e acidentados, são encaminhados ao canil municipal, onde é feito atendimento e avaliação de veterinário – dependendo do diagnóstico são colocados em feiras de adoção.

A cidade andreense oferece castração gratuita, que depende de alguns critérios como a renda. Para saber se conseguirá o benefício ou não, o munícipe deve ir até a Rua Igarapava, 239, com RG e CPF originais, comprovante de renda, comprovante de endereço e carteira de vacinação do animal com a vacina de raiva do animal atualizada. As feiras estão programadas sempre para o último domingo do mês no Parque Central, exceto nos meses com feriados na data.

A cidade de São Caetano tem atualmente 20 cães e 23 gatos para adoção e também faz castração de cães e gatos que contempla famílias de baixa renda, tendo como base a avaliação dos funcionários do Atende Fácil. De 2015 a 2016 os animais capturados saltaram de 29 para 37. “Precisaria criar políticas públicas para dificultar esse abandono. Nosso trabalho atualmente é o de enxugar gelo”, diz o médico veterinário e coordenador do CCZ local, Fábio Bertola Agostini, Ribeirão Pires resgata, por meio do CCZ, os animais agressivos e suspeitos de veiculação de alguma zoonose. Eles são encaminhados ao canil para receber o devido tratamento e serem encaminhados, se possível, à adoção. São 20 animais entre cães e gatos de todas as idades. O município se programa para retomar campanha de castração gratuita de cães e gatos ainda neste ano.

As prefeitura de Diadema e de Rio Grande da Serra não se pronunciaram.

Por Matheus Angioleto

Fonte: Diário do Grande ABC

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.