Relatório chocante revela que há apenas 12 vaquitas na natureza. E a culpa é nossa

Relatório chocante revela que há apenas 12 vaquitas na natureza. E a culpa é nossa
Imagem: Elephant Action League – EAL/Facebook

Em 2017, o Comitê Internacional para a Recuperação da Vaquita informou que havia apenas 30 indivíduos no Golfo da Califórnia, o único habitat da vaquita. A principal causa de morte da vaquita é o emaranhamento nas redes de emalhar que são usadas para pegar totoaba, um peixe cujas bexigas natatórias são traficadas ilegalmente e em alta demanda.

Em fevereiro de 2018, Andrea Crosta, do grupo internacional de vigilância do comércio de vida selvagem Elephant Action League, visitou o Golfo da Califórnia. Em uma conversa recente com o site Mongabay, ele compartilhou fatos incrivelmente alarmantes sobre a condição atual das espécies. De acordo com novas descobertas, agora restam apenas 12 vaquitas.

Crosta confirmou que 30 indivíduos são, de fato, uma estimativa alta. “Minhas fontes atuais confirmaram que agora estamos falando de uma dúzia de vaquitas restantes no Mar de Cortez”, disse – ele. “Os cientistas estão usando boias sônicas para contá-las, através da ecolocalização, e os números agora são muito baixos”.

De acordo com Crosta, em San Felipe e Santa Clara, de  onde a maioria dos pescadores ilegais é, não há esforços locais reais para conter a pesca ilegal de totoaba.

“Eu acho que eles esperam realmente que a vaquita seja extinta para que eles possam pescar mais e com menos restrições”, disse ele. “O governo central do México intensificou recentemente esforços para conter o uso de redes de emalhar na área onde a vaquita vive, mas com resultados muito fracos, em minha opinião. Eu, pessoalmente, vi dezenas de embarcações de pesca ilegais (pangas) saindo para o mar no meio do dia, mesmo em áreas patrulhadas pela marinha mexicana. Durante a noite é ainda pior”.

As equipes secretas da organização no México e na China também mostraram que o mercado de bexigas natatórias de totoaba ainda é forte. Descobriu-se que os comerciantes chineses, incluindo os que vivem no México, estão comprando bexigas natatórias dos cartéis mexicanos de totoaba e contrabandeando-as para a China. A maior parte delas vai para o sul da China, e Hong Kong parece ser um importante centro de contrabando, apontou Crosta.

Crosta não acredita que um número viável de vaquitas irá sobreviver à próxima temporada de pesca de totoaba, que já está começando.

“Eu não tenho esperança”, disse ele, quando questionado sobre o futuro da espécie. “Eu não quero parecer muito pessimista, mas tudo isso tornou-se pessoal. Mesmo que matem todas as vaquitas, devemos contar sua história completa, a verdade, e queremos derrubar os responsáveis, que não são os pescadores, aliás”.

Para saber mais sobre a Elephant Action League, clique aqui.

Se você quiser ajudar a proteger a vaquita altamente ameaçada de extinção, considere fazer uma doação para uma organização que luta por sua sobrevivência. Você pode encontrar algumas listadas abaixo:

Por Aleksandra Pajda / Ana Carolina Figueiredo

Fonte: One Green Planet 


Nota do Olhar Animal: Seja pelas vaquitas, seja pelas totoabas, a pesca é imoral. A questão é o sofrimento e morte impostos aos animais e não a raridade deles na natureza. Quando esta premissa for respeitada, todos os animais estarão protegidos.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.