Resgatado com doença grave, cão ganha peso e precisa de acupuntura

Resgatado com doença grave, cão ganha peso e precisa de acupuntura

Cachorro foi resgatado em Cuiabá após ser abandonado pelo tutor. Jack, da raça daschund, teve cinomose que provocou atrofia na boca.

O cão Jack, da raça daschund, que foi resgatado por uma ONG em janeiro deste ano em Cuiabá, já ganhou um pouco de peso mas ainda precisa de sessões de acupuntura para continuar a recuperação. Quando foi encontrado estava com uma doença grave que deixou como sequela uma atrofia na boca, impedindo-o de comer.

O cachorro foi resgatado depois que foi abandonado pelo tutor por ter contraído cinomose, doença que pode levar à morte. Por causa da atrofia muscular, não conseguia se alimentar sozinho e perdeu muito peso, ficando desnutrido.

O cachorro foi resgatado pela Organização de Proteção Animal (OPA-MT) depois que o caso foi denunciado por vizinhos. “Ele tem mioclonia, algumas alterações neurológicas, ele tem também o trismo. A boca não abre muito. Ele não consegue mexer”, disse a médica veterinária Ana Cláudia Silva.

A coordenadora da OPA-MT, Michelle Scopel, disse que o cãozinho Jack está melhorando aos poucos e engordou 1 quilo desde que foi resgatado. “Ele está conseguindo abrir um pouco mais a boca e se alimentar um pouco melhor. Tanto que nos últimos 15 dias, ele deu uma engordadinha”, disse.

Mas, Jack ainda precisa de tratamento. Para conseguir evoluir mais, ele precisa fazer sessões de acupuntura. Há 15 dias ele voltou a fazer, graças a uma parceria com uma universidade em Cuiabá. Mas, é só uma vez por semana, e o cão precisa de mais sessões.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.