Restaurante vietnamita que matava 300 gatos por mês fecha portas

Restaurante vietnamita que matava 300 gatos por mês fecha portas
© iStock

Um restaurante vietnamita, que abatia cerca de 300 gatos por mês para servir aos clientes, fechou portas este mês, depois de o próprio proprietário procurar ajuda junto da organização Humane Society International (HSI), expressando preocupações morais com a prática.

Foi a própria HSI que fez o anúncio, em comunicado, revelando que Pham Quoc Doanh, de 37 anos, fechou o restaurante, que vendia carne de gato, no bairro Thịnh Đán de Thái Nguyên, no início de dezembro. O encerramento do negócio levou a que 20 gatos, “que deveriam morrer afogados” para ser servidos no restaurante, fossem resgatados e tivessem uma segunda oportunidade.

“Vinte gatos e gatinhos que deveriam morrer afogados num matadouro em Thái Nguyên, no Vietname, receberam uma segunda oportunidade na vida depois de o proprietário pedir ajuda à equipa local da instituição de caridade animal Humane Society International para fechar o seu negócio para sempre” revela.

“Pham Quoc Doanh, de 37 anos, administrou o seu restaurante e matadouro de carne de gato durante cinco anos, afogando até 300 gatos por mês para servir aos clientes como um prato chamado ‘thịt mèo’ (carne de gato) e ‘tiêu hô’ ou ‘pequeno tigre’. O arrependimento por ter matado os animais, e principalmente o conhecimento de que muitos eram animais de estimação roubados, levaram-nos a decidir sair do negócio para sempre”, acrescenta.

O encerramento do negócio e o resgate dos animais faz parte do programa ‘Vietnam Models for Change’, da HSI, que foi lançado no país no ano passado. Desta forma, Pham recebeu uma subvenção única para fechar o restaurante e abrir uma mercearia.

“Já há algum tempo que sentia um desejo genuíno de deixar o cruel negócio da carne de gato e mudar para outra coisa o mais rápido possível. Quando penso em todos os milhares de gatos que abati e servi aqui ao longo dos anos, é perturbador”, disse o homem, citado na mesma nota.

“O roubo de gatos é tão comum no Vietname que sei que muitos dos gatos vendidos aqui eram companheiros de família queridos de alguém, e lamento muito por isso. Fico feliz em saber que, graças à HSI, a minha esposa e eu podemos agora deixar o comércio de carne de gato para trás e começar de novo”, acrescentou Pham, que tem dois filhos.

A organização estima que um milhão de gatos são mortos por ano para obter carne no Vietname, todos animais de estimação roubados e animais retirados das ruas.

Todos os 20 gatos resgatados do matadouro de Pham foram levados para um abrigo personalizado na Universidade de Agricultura e Silvicultura de Thái Nguyên, onde foram vacinados e receberão cuidados médicos antes de serem disponibilizados para adoção local.

Fonte: Notícias ao Minuto

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.