Rinha de galo acaba em multa de R$ 145 mil em São Miguel do Oeste, SC

Rinha de galo acaba em multa de R$ 145 mil em São Miguel do Oeste, SC
Aves estavam sendo submetidas a rinha em um galpão no interior de São Miguel do Oeste. – Foto: PMSC

Uma rinha de galo no interior de São Miguel do Oeste, no Extremo-Oeste de Santa Catarina, resultou em multa que chega a R$ 145 mil. A PMA (Polícia Militar Ambiental) flagrou a prática ilegal no sábado (7), porém os envolvidos fugiram ao avistarem a polícia.

No galpão em que os animais eram submetidos à rinha havia diversas pessoas. O proprietário do local também conseguiu fugir. Entretanto, com informações repassadas à polícia, muitos dos participantes que fugiram puderam ser identificados.

No local, foram encontrados alguns animais com lesões em virtude dos embates, motivo pelo qual foram autuadas dez pessoas, que participavam das apostas. Ao todo, na ocorrência, foram expedidos autos de infração ambiental.

Além das aves, também foram apreendidos materiais utilizados na rinha, como biqueiras e esporas artificiais, além de anotações referentes aos confrontos.

Dez pessoas foram autuadas pelo crime, com aplicação de multa que chega a R$ 145 mil – Foto: PMSC

Diante do flagrante, os responsáveis responderão a processo administrativo junto à PMA e também a processo criminal junto à comarca do município.

Organizar ou participar de rinha de galo é crime ambiental, definido no artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98 que diz: “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Pena, detenção, de três meses a um ano, e multa.

Fonte: ND Mais

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.