RS: Prefeitura não paga e Núcleo Bageense de Proteção aos Animais paralisa serviços

RS: Prefeitura não paga e Núcleo Bageense de Proteção aos Animais paralisa serviços

RS Bage paralisa servicos

O Núcleo Bageense de Proteção aos Animais (NBPA) não irá realizar castrações, atendimentos de urgência e nem atendimentos clínicos a partir de hoje*, até que a prefeitura cumpra com o pagamento do convênio, que está atrasado.

De acordo com a presidente do NBPA Patrícia Coradini, o convênio deveria ter sido depositado dia 15 de setembro. “Utilizamos esse valor, que é de R$ 41,5 mil, para custos com castração, combustível e salário dos profissionais, entre outros. E até hoje (ontem), não efetuaram o pagamento”, enfatiza.

Patrícia comenta que não pode obrigar os profissionais a trabalhar. “Eu teria que realizar o pagamento, mas não tenho como fazer isso, sem a prefeitura cumprir sua parte. Amanhã (hoje), todos os funcionários do núcleo vão paralisar. A unidade móvel teria cerca de 20 castrações marcadas nos bairros, e mais 30 na Casa de Atenção aos Animais. Nada será realizado”, enfatiza.

A presidente diz que o fornecedor de ração também não foi pago. “Não teremos ração para os 350 animais do Centro de Atenção, e, provavelmente, se a prefeitura não se posicionar, teremos que largar os cães nas ruas da cidade, para que tenham chance de sobreviver. É lamentável”, salienta.

Fonte: Folha do Sul 

Nota do Olhar Animal: A matéria foi veiculada originalmente em 02/10. 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.