Russo mata gato na máquina de lavar para se vingar da ‘ex’ e filma

Russo mata gato na máquina de lavar para se vingar da ‘ex’ e filma
Russo matou o gato da ex-namorada

Um homem russo escapou à prisão depois de ter sido julgado por matar o gato da ex-namorada na máquina de lavar.

Ivan Vasiliev, de 37 anos, filmou a tortura até à morte do gato e enviou o vídeo à ex-namorada, após uma discussão e para se vingar do facto da mulher ter terminado a relação.

O animal foi sujeito a um ciclo de lavagem mas sobreviveu. “Laveio-o, mas ainda está vivo. Voltas para casa?”, escreveu o homem na mensagem que mostrava o animal dentro da máquina. O homem voltou a colocar o gato dentro da máquina de lavar e programou um ciclo com água muito quente e a 800 rotações por minuto. O felino acabou por morrer.

Em tribunal, o homem alegou que tinha bebido “quatro garrafas de vodka” e que agiu “traumatizado”, numa “tentativa desesperada” de fazer com que a namorada voltasse para ele.

A mulher, em pânico regressou a casa e encontrou o animal de estimação já morto. Pegou nas coisas que tinha em casa do namorado e fugiu, fazendo queixa à polícia em seguida.

Quando as autoridades o detiveram, Ivan negou os crimes, mas acabou por confessar na esquadra. Foi condenado por maus-tratos a animais a um ano de prisão com pena suspensa.

Fonte: CM / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.