‘Samu Silvestre’ socorre animais vítimas de incêndios no Pantanal

‘Samu Silvestre’ socorre animais vítimas de incêndios no Pantanal
Integrantes da PM socorrem animal ferido (Foto: Divulgação)

Uma espécie de ‘Samu Silvestre’ está em ação para socorrer animais atingidos pelas queimadas no Pantanal sul-mato-grossense. As equipes recolhem os bichos e encaminham para pontos de atendimento ou para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, o Cras, em Campo Grande (MS), quando há necessidade.

Participam do ‘Samu Silvestre’ integrantes da Polícia Militar Ambiental (PMA), Polícia Militar (PA), Bombeiros, servidores do Instituto do Meio Ambiente de MS, o Imasul, entre eles veterinários. Uma van é usada nos trabalhos.

Agentes do Imasul atendem animal que estava desidratado. (Foto: Reprodução)

As equipes ainda não repassaram números de animais transportados ou que receberam algum atendimento nas matas. Porém, afirmam que ainda são poucos, pois o acesso está difícil aos locais atingidos pelas chamas.

Ação humana – Durante entrevista ao programa Balanço Geral MS da TV MS Record, nesta sexta-feira, 18 de Setembro, o secretário estadual de Meio Ambiente e Produção, Jaime Verruck, mencionou que 90% dos focos de incêndio no Pantanal são provocados pela ação humana.

Ave ferida foi trazida para atendimento no Cras da Capital. (Foto: Reprodução)

Ele destacou a Operação Focus que apura a as origens das queimadas. Trabalham nesta investigação técnicos do Imasul, da Perícia Técnica da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), agentes da polícia civil e soldados do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

Ainda na entrevista, Verruck evitou culpar produtores rurais pelos incêndios. “Eu não acreditaria que o produtor rural faça isso (…) Se agir assim, ele perde seu gado”, considerou, acrescentando que o governo já aplicou R$ 4 milhões em multas neste ano em razão de incêndios. “Vale lembrar que o fogo está proibido em MS. Ninguém tem autorização para queimadas”, acrescentou.

(Foto: Divulgação)

No total, 35 fazendas das regiões do Nabileque e Nhecolândia serão visitadas. Servidores do Imasul trabalham internamente na coleta e análise de imagens para municiar as equipes com informações. Com auxílio de imagens de satélite, a equipe espera levantar o provável início de alguns focos de incêndios na região do Pantanal.

(Vídeo: Divulgação – Imasul) 

Por Valdelice Bonifácio

Fonte: Diário Digital 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.