Cachorra atropelada por biarticulado é atendida na ambulância — Foto: Reprodução/RPC

‘Samu veterinário’ atende cerca de seis ocorrências por dia em Curitiba

Desde que foi implementado, em 30 de setembro, o “Samu veterinário” tem atendido pelo menos seis ocorrências por dia. Geralmente, são casos de cães e gatos atropelados e que ficam abandonados nas ruas à espera de socorro.

Dentro da ambulância, os animais recebem os primeiros socorros. Depois, são levados para uma clínica para ter uma recuperação completa.

VÍDEO: Atendimento de emergência vai atender animais vítimas de acidentes

A equipe de reportagem da RPC acompanhou o atendimento de uma cachorra que foi atropelada por um ônibus biarticulado no bairro Campo de Santana. A suspeita era de que a cadela estivesse com fratura.

“Qualquer pessoa do município de Curitiba pode solicitar o serviço da ambulância pela central 156 – por telefone ou pela internet. Lembrando que é para casos de extrema urgência, que o animal esteja nas vias públicas. Não vai funcionar como hospital veterinário em que é possível agendar consultas para o nosso cão. Só para situações de abandono e de risco”, afirmou a gerente da Rede de Proteção Animal, Vivien Morokawa.

Após passar pelos exames e receber todos os cuidados, os bichos são castrados e vão para o Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar), na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

Unidade de resgate animal está funcionando, em Curitiba, desde 30 de setembro — Foto: Daniel Castellano/SMCS
Unidade de resgate animal está funcionando, em Curitiba, desde 30 de setembro — Foto: Daniel Castellano/SMCS
O Crar

Hoje, cerca de 40 cães e gatos vivem no Crar. A maior parte deles foi vítima de maus-tratos.

Neste ano, a Rede de Proteção Animal atendeu quatro mil casos de maus-tratos ou comércio ilegal de animais na capital paranaense.

O número já é maior do que foi registrado em todo o ano de 2018, quando 2.373 denúncias chegaram ao município.

“Aqui no Centro de Referência de Animais em Risco nós recebemos, acolhemos, animais que são apreendidos de situações de maus-tratos ou comércio irregular. Então, realmente são animais que não poderiam permanecer nesse local e que o responsável foi autuado por uma prática de maus-tratos”, disse Vivien.

Os animais que moram no Crar estão disponíveis para a adoção.

Ambulância recolhe cachorros e gatos que estão em risco nas ruas — Foto: Daniel Castellano/SMCS
Ambulância recolhe cachorros e gatos que estão em risco nas ruas — Foto: Daniel Castellano/SMCS
Endereço e horário de visitação

O Crar fica na Rua Lodovico Kaminski, nº 1.381.

O horário de visitação é das 9h às 12h e das 14h às 16h30 todos os dias da semana. Em feriados, o funcionamento é 9h às 12h e das 13h30 às 15h30.

Centro de Referência para Animais em Risco (Crar) fica na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e pode ser visitado todos os dias da semana — Foto: Giuliano Gomes/PRPress
Centro de Referência para Animais em Risco (Crar) fica na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e pode ser visitado todos os dias da semana — Foto: Giuliano Gomes/PRPress

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.